Santuário dos elefantes em Chapada dos Guimarães (MT) receberá primeiro animal macho

Santuário dos elefantes em Chapada dos Guimarães (MT) receberá primeiro animal macho
Foto: Vinícius Fonseca

O elefante Sandro será o novo morador do Santuário dos Elefantes, em Chapada dos Guimarães (65 km de Cuiabá). O animal será transferido do Parque Zoológico Quinzinho de Barros, em Sorocaba (SP), para Mato Grosso, após a prefeitura do município atender a uma recomendação do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP). A decisão foi anunciada na sexta-feira (11), mas a remoção ainda não tem data definida.

Sandro ficou viúvo após perdeu a companheira dos últimos 20 anos, Haisa, em novembro de 2020. Em Mato Grosso, ele terá a companhia das elefantas Maia, Rana, Lady, Mara e Bambi.

A princípio, a decisão era levar Sandro para um zoológico no Rio de Janeiro, mas, após tramitação de procedimento interno, o município decidiu atender ao MP. A Divisão de Bem Estar Animal da Prefeitura de Sorocaba é o setor responsável por todas as tratativas relacionadas à remoção do animal.

“O Ministério Público fica satisfeito, porque foi acatada a recomendação no sentido de que o elefante possa viver num lugar ideal para ele. Nada contra o zoológico, ele não está em situação de maus-tratos lá, mas o santuário é um local muito melhor. Então, a promotoria fica satisfeita com o acatamento da recomendação”, comentou o promotor Jorge Alberto Marum, após receber a informação da transferência do animal para Mato Grosso.

SANTUÁRIO

O Santuário dos Elefantes do Brasil, em Chapada, o primeiro da América do Sul, foi montado pela ONG Internacional Global Sanctuary for Elephants (Santuário Global dos Elefantes). A instituição comprou uma área de 1.100 hectares em uma fazenda a 40 km do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães para abrigar animais resgatados de circos e em outras condições de maus-tratos.

O local escolhido pela ONG é uma antiga fazenda de criação de gado que tem áreas preservadas e com floresta intacta. De acordo com a instituição, outros 50 animais já foram mapeados e devem ser resgatados de situações de risco.

Por Thaís Fávaro

Fonte: HiperNotícias

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.