Santuário dos Elefantes vê ‘gravidade’ em saúde de Lady e PMJP descarta maus-tratos

Santuário dos Elefantes vê ‘gravidade’ em saúde de Lady e PMJP descarta maus-tratos

O Santuário dos Elefantes do Brasil emitiu uma nota, no final da manhã desta quinta-feira (03), em que demonstra preocupação com a saúde da elefanta Lady, que vive no Parque Zoobotânico Arruda Câmara, a Bica, em João Pessoa, PB. A instituição também cobra a transferência do animal para o santuário.

Segundo a nota, assinada pelo presidente da instituição, Scott Blais, a situação de Lady é uma das que trazem mais preocupação, pois “falta atendimento altamente especializado” para o animal. Conforme o documento, a ausência desse atendimento foi a causa de infecções crônicas e da osteortrite nas pautas do animal. A enfermidade já havia sido detectada pelo Ministério Público Federal em perícia realizada no dia 15 de julho.

“A infecção presente nas patas, é muitas vezes ignorada e sua gravidade desconsiderada. Frequentemente observamos elefantes que se encontram nas mesmas condições de Lady, é comum que apresentem um agravamento contínuo e drástico, rapidamente, devido à falta de cuidados especializados e necessários”, diz.

Por fim, o Santuário critica a demora para a transferência do animal e enfatiza que, havendo anuência das autoridades envolvidas, “se prontifica a transferir a elefanta sem quaisquer despesas, quer para pessoas físicas, quer para pessoas jurídicas do estado da Paraíba”, pontua.

Outro lado

Ao Polêmica Paraíba, o secretário de meio ambiente da Prefeitura de João Pessoa, Abelardo Jurema, disse que ‘causa estranheza’ a nota do Santuário dos Elefantes. Ele descartou qualquer tipo de maus-tratos contra o animal. “Somos guardiãs do animal e queremos o melhor para o animal. [A nota] nos causa estranheza, pois quem abriu diálogo com o santuário fomos nós. A secretaria de meio ambiente refuta totalmente. Não há maus-tratos”, enfatizou.

Por Felipe Nunes

Fonte: Polêmica Paraíba

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.