Saruê é resgatado com linha enrolada em pescoço no litoral de SP; VÍDEO

Saruê é resgatado com linha enrolada em pescoço no litoral de SP; VÍDEO
Saruê ficou preso em rede de proteção de um prédio em Guarujá (SP) — Foto: Reprodução

Um gambá-de-orelhas-pretas (Didelphis aurita), também conhecido como saruê, foi resgatado após ficar preso na rede de proteção de um condomínio em Guarujá, no litoral de São Paulo. Imagens obtidas pelo g1 nesta segunda-feira (30) mostram o resgate feito pelo Grupamento de Defesa Ambiental (GDA) (veja abaixo).

VÍDEO: Saruê é resgatado com linha enrolado em pescoço no litoral de SP

Segundo apurado pelo g1, o animal era jovem e foi encontrado com uma linha de nylon enrolada no pescoço. Ele tinha tentado passar pela rede de proteção de um prédio e acabou ficando preso.

O fio, que estava no pescoço do saruê, foi cortado pela equipe do GDA e o animal foi recolhido. O caso aconteceu na última sexta-feira (27), no condomínio que fica na Alameda Marechal Floriano Peixoto, no Morro do Maluf.

O saruê foi solto em uma região de mata do Morro da Glória, no bairro Enseada.

O que é um saruê?

O saruê é um marsupial, o animal tem uma espécie de bolsa no ventre. Ao invés de nascerem filhotes, nascem embriões com cerca de um centímetro de comprimento e, na bolsa da mãe, eles encontram as mamas.

Sob forte estresse, ele pode exalar mau cheiro – já que se trata de um gambá. É um importante agente disseminador de sementes, ele ajuda a recuperar ambientes degradados na natureza.

Com a redução das áreas de Cerrado, o saruê acaba se adaptando ao ambiente urbano onde encontra comida facilmente. Mas não deve ser criado como animal doméstico.

Saruê foi resgatado e solto no habitat natural — Foto: Prefeitura de Guarujá/Divulgação
Saruê foi resgatado e solto no habitat — Foto: Prefeitura de Guarujá/Divulgação

Fonte: G1