Saúde de égua resgatada de maus-tratos se agrava e animal é sacrificado, em Limeira, SP

Saúde de égua resgatada de maus-tratos se agrava e animal é sacrificado, em Limeira, SP

Uma égua encontrada pelo Pelotão Ambiental da GCM (Guarda Civil Municipal) em situação de maus-tratos na manhã do dia 24 de maio, no bairro Estância Aquários, em Limeira (SP), não resistiu às complicações de seu estado de saúde e precisou ser sacrificada. O animal teve uma infecção generalizada e estava em estado de sofrimento irreversível.

Conforme noticiado à época, segundo informações da GCM, os agentes Corrêa e Castro Silva receberam a denúncia de que os animais estavam em situação de maus-tratos e foram até o local. Em um terreno alugado, foi localizado uma égua caída ao lado de um muro cheio de fezes. Ela estava sem abrigo, sem água limpa, sem pastagem, subnutrida, além de lesões devido o tempo que estava caída e com muitos carrapatos, que são responsáveis pela transmissão de inúmeras doenças.

Com o apoio do setor de apreensão de animais e um veterinário do Zoológico Municipal, os animais foram medicados com soro, medicamentos para o controle de carrapatos e alimentados com feno.

A égua estava desidratada e não conseguia ficar em pé, segundo informações do veterinário, o animal teve que ficar no local até que se restabelecesse para ser removida e recolhida para o setor de apreensão de animais do Município. Porém, ela não resistiu. O filhote foi recolhido pelo setor responsável.

O tutor dos animais foi localizado e questionado sobre a situação dos equinos. Ele alegou que há cinco meses trocou um cavalo por essa Égua que estava com cria e que cerca de cinco dias depois notou que ela não estava bem. A égua serviria para ser usada em uma charrete. O homem deve responder por maus tratos.

Fonte: Rápido no Ar

Égua e filhote de 2 meses são encontrados em situação de maus-tratos em Limeira, SP

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.