SC: Ativistas fazem denúncia ao Ministério Público contra CCZ de Tubarão

SC: Ativistas fazem denúncia ao Ministério Público contra CCZ de Tubarão
 
A falta de profissional e o recolhimento de cães de rua saudáveis são o foco das denúncias.

SC Tubarao 1432783444pag7 principal

Esta semana foi realizado o recolhimento de cachorros abandonados da cidade pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Tubarão. Porém, um grupo de defensores das causas animais alega que os cães levados são saudáveis e castrados, e foram colocados junto com animais doentes em ambientes sem estrutura adequada.

Uma denúncia ao Ministério Público foi feita há dois meses devido à falta de um médico veterinário no local. Outra será feita na próxima semana devido aos recolhimentos indevidos. Conforme a advogada Niákara Iunkes Cascaes, autora da denúncia, o CCZ deveria ser administrado conforme seu regimento, por um médico veterinário.

“Não tem um profissional específico efetivo desta área desde o início do ano. Após a minha denúncia, algumas situações foram sinalizadas pela Fatma e Delegacia do Meio Ambiente por meio de inquérito que ainda não foi concluído. Um edital foi lançado para a contratação de um veterinário, mas, com as condições impostas pelo poder público, ninguém quer se candidatar à vaga”, explica.

Sobre a outra denúncia – recolhimento de cães saudáveis – Niákara ressalta que devem ser retirados das ruas os que precisam ser castrados ou medicados. “Os cães que são atropelados ou estão doentes e abandonados são os voluntários que recolhem, levam para o veterinário e, depois, nas redes sociais buscam os valores para sanar a dívida contraída”.

A gerente de vendas Deize Goulart Cavagnoli concorda com o recolhimento dos cães, mas de forma consciente. “Primeiro precisa de um veterinário no local. Como não tem, o canil está cheio e não há estrutura, sou contra o que estão fazendo. Recolheram cães que a população ajuda a cuidar, castrar, alimentar”, destaca.

Os representantes da prefeitura alegam que os animais foram recolhidos devido a denúncias de moradores que informaram agressividade por parte dos cães.

Fonte: NotiSul

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.