SC: Guaramirim faz mutirão à microchipagem de cães

SC: Guaramirim faz mutirão à microchipagem de cães

SC Guaramirim microchip1

Vinculado a Fundação do Meio Ambiente, o Setor de Bem-Estar Animal de Guaramirim é o pioneiro na região a realizar a microchipagem. No sábado (22) aconteceu nas dependências da Sociedade Amizade, o 1º Mutirão de Microchipagem, onde mais de 80 cães receberam um microcircuito eletrônico, de tamanho aproximado de um grão de arroz, sob a pele da nuca.

Segundo a médica veterinária Marister Câmara Canto, o microchip para cães e gatos é uma forma popular e moderna de identificar o animal de estimação de um modo eficaz e seguro. “O microchip para animais contém um código exclusivo e inalterável que transmite informações específicas, cuja leitura é feita com um aparelho que o identifica e com base nele sabemos também quem é o proprietário”, explicou.

Antes do mutirão a comunidade foi preparada para a ação, realizada gratuitamente. Marister realizou palestras no bairro e incentivou os donos de cães a partir dos quatro meses de idade para receber o microcircuito eletrônico. “Com a microchipagem teremos o registro de todos os animais, além dele estar protegido, em caso de fuga ou abandono, com o chip também será possível fazer um levantamento de quantos animais temos no município e assim planejar outras ações, como a castração”, observou.

A médica veterinária da Prefeitura de Guaramirim projeta que com o controle populacional dos animais, será possível viabilizar outras ações como a conscientização da população, identificação e cadastro dos animais além de programas e campanhas de castração. Antecedeu a microchipagem o cadastro dos cuidadores, que levaram um comprovante de residência, carteira de identidade, CPF e caderneta de vacinação do cão, caso tivesse.

Medida integra controle e prevenção de zoonoses

Identificar o animal por meio da microchipagem é uma das regras básicas do conceito de guarda responsável. Embora a prática não seja ainda usual no Brasil, muito tem sido feito pelas municipalidades para tornar esta prática corriqueira. Guaramirim está saindo na frente e de modo pioneiro na região. É uma tendência de deve avançar também em outas cidades.

A implantação do microchip é feita por médico veterinário no subcutâneo (nuca), não provocando qualquer reação. O Setor de Bem-Estar Animal deu início a microchipagem em massa, de acordo com a Lei Municipal 4.109/2013, que determina a obrigatoriedade da identificação de todos os cães e gatos de Guaramirim. Será feito por etapas.

Em princípio a microchipagem será por bairro, como no Amizade. Em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social é feito o cadastro dos animais das famílias em vulnerabilidade socioeconômica para encaminhamento para castração, para o controle populacional de cães e gatos.

A médica veterinária responsável pelo Setor, Marister Câmara Canto, explica que a microchipagem deve ser considerada como uma das principais ações para o controle da população canina e felina. O Bairro Nova Esperança deve ser o próximo a receber o mutirão, ainda sem data para acontecer.

Ela explica que em longo prazo, quando boa parte dos animais estiver microchipados, no caso de fuga, perda, roubo e principalmente abandono, prática que infelizmente tem sido comum, o Setor de Bem-Estar Animal e o Setor de Zoonoses da Prefeitura terá como identificar o responsável pelo animal.

SC Guaramirim microchip2

Fonte: Jornal do Vale do Itapocu

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.