Secretaria de Meio Ambiente segue com recolhimento de cavalos soltos em ruas de Guarapuava, PR

Secretaria de Meio Ambiente segue com recolhimento de cavalos soltos em ruas de Guarapuava, PR

Se você mora em Guarapuava ou visita a cidade com frequência, já deve ter se deparado com a seguinte cena: um ou mais cavalos circulando por ruas de bairros ou rodovias. Quando esses animais não estão sob cuidados de um responsável, a situação oferece um perigo duplo, com risco para os próprios cavalos e para usuários do trânsito. Por isso, a Prefeitura, através da Secretaria de Meio Ambiente, segue com o recolhimento desses animais soltos em vias públicas.

“Iniciamos esse trabalho em 2015, justamente por uma questão de segurança e agora retomamos essa ação. No histórico da cidade, há maior recorrência de circulação desse animais em bairros e andando pela Avenida Manoel Ribas, que possui grande movimento de veículos e pedestres. Por isso, qualquer cavalo solto na via sem um responsável é apreendido e levado para uma chácara da prefeitura”, explicou o secretário de Meio Ambiente, Celso Araújo. Desde dezembro, mais de 50 animais já foram recolhidos.

Ainda conforme o secretário, intuito é minimizar as chances de acidentes dessa natureza e, também, reforçar a responsabilidade dos donos pelo cuidado do animal. “Nessas situações, os cavalos ficam vulneráveis, podem ser atropelados e os motoristas são pegos de surpresa. Por vezes, o animal morre na hora ou precisa ser sacrificado. Vamos atuar para evitar essas situações, preservando a vida dos cavalos e, também, dos motoristas”, reforçou Celso.

Para o tutor do animal que tiver o cavalo apreendido, há um prazo de cinco dias para pagamento de multa administrativa (em torno de mil reais) e liberação do cavalo. Em caso de reincidência, o valor da multa dobra. Se não houver procura pelo animal em cinco dias após a apreensão, o cavalo é doado para instituições sem fins lucrativos ou para agricultores familiares, conforme o Código Ambiental Municipal e a lei 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais) regulamentada pelo Decreto Federal 6514/2008.

“Cabe ressaltar que, além das penalidades administrativas, todo o procedimento será encaminhado para o Ministério Público do Meio Ambiente, da Comarca de Guarapuava, onde os proprietários serão responsabilizados criminalmente”, finalizou o secretário.

Denúncias

Caso a população veja animais soltos vagando pelas ruas, denúncias podem ser feitas diretamente para a Secretaria de Meio Ambiente, pelo telefone (42) 3624-2214.

Fonte: Central Cultura

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.