Seda recebe documentos para cadastro de protetores e entidades de Porto Alegre

Seda recebe documentos para cadastro de protetores e entidades de Porto Alegre

RS portoalegre seda 54915ef32626701

No próximo dia 27, terça-feira, os interessados devem entregar os documentos para inscrição no Cadastro de Protetores e Entidades Protetoras de Animais, conforme edital divulgado pela Secretaria Especial dos Direitos Animais (Seda). No envelope lacrado, que pode ser protocolado somente nesta data, na sede da secretaria (Rua Uruguai, 155 – 7º andar, sala 702, Centro Histórico), das 9h às 17h, deve constar a modalidade escolhida entre os dois tipos de serviços: atendimento médico veterinário a animais ou participação de protetores no Brechocão.

O cadastrado irá usufruir do serviço escolhido, no período de março de 2015 a fevereiro de 2016. O projeto objetiva sistematizar as formas de atendimento atualmente oferecidas e ampliar o número de protetores e entidades de proteção animal cadastrados na Seda. A medida leva em consideração a estrutura física e o total de profissionais disponíveis, a fim de não prejudicar o atendimento aos demais segmentos também assistidos pela secretaria.

Serviços – Dentro da modalidade Brechocão, será realizado sorteio entre os habilitados, para a definição de 90 nomes cadastrados, caso o número de inscritos supere esta marca. Está prevista a participação de 30 protetores em cada evento, realizado no segundo domingo de cada mês, no Parque da Redenção. Cada um dos 90 cadastrados terá direito a participar de quatro eventos, no período de 12 meses. No Brechocão são comercializados itens usados, como artesanato, roupas, calçados e bijuterias, além de produtos institucionais. A renda auferida pelos cadastrados será revertida para custear atendimento veterinário, medicamentos, albergagem e alimentação para cães e gatos em condições de vulnerabilidade, por eles tutelados.

Já em relação aos atendimentos médicos veterinários aos animais dos protetores, os serviços serão realizados sempre às quartas-feiras, agendados pelo fone 156. Os animais serão atendidos por ordem de solicitação de protocolo. Durante o período de 12 meses, o total de 1,2 mil atendimentos, sendo 720 cirurgias de baixa e média complexidade e 480 consultas médico-veterinárias, serão disponibilizados aos cadastrados.

Fonte: Prefeitura de Porto Alegre

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.