Segurança acusado de matar cachorro no Carrefour confessa agressões

Segurança acusado de matar cachorro no Carrefour confessa agressões
Reprodução/Veja SP

O segurança acusado de agredir e matar um cachorro uma unidade do Carrefour em Osasco, no último dia 28, confessou o crime em depoimento prestado na Delegacia de Meio Ambiente, na noite de quinta (6). Ele disse ter se arrependido do ato de violência. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O vigia de uma empresa terceirizada afirmou ainda que não pretendia matar o animal, só tendo notado a gravidade do que tinha feito após ter visto o sangue. Neste momento, relatou ter acionado o Centro de Controle de Zoonoses.

O suspeito foi indiciado por praticar abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais. Se condenado, pode pegar uma sentença de três meses a um ano de prisão, além de multa. Ele responderá em liberdade.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública afirmou que o caso ainda é investigado. “Policiais analisam imagens de câmeras de segurança do local e colhem oitivas de testemunhas, como a veterinária do Centro de Zoonoses de Osasco, que atendeu o animal, e o segurança do estabelecimento, porém mais detalhes não podem ser passados para não atrapalhar as investigações.”

Fonte: Veja 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.