Animais apresentavam sinais visíveis de desnutrição e baixa imunidade em Marília — Foto: Prefeitura de Marília/Divulgação

Sem comer há dias, cães e gatos são tirados de imóvel com quadro severo de desnutrição em Marília, SP

Uma empresa contratada pela prefeitura de Marília (SP) resgatou 16 animais vítimas de maus-tratos em uma casa no Bairro Alto Cafezal, zona oeste da cidade. Segundo a veterinária Nicole Castanha, um deles está em estado grave e pode precisar de transfusão de sangue.

A equipe foi acionada pela Polícia Ambiental na quarta-feira (12) e encontrou 13 cães e três gatos em situação bastante precária, em uma residência na Rua Araraquara. O responsável pelo imóvel foi encaminhado para a delegacia, onde prestou depoimento e foi liberado.

Dono do imóvel foi ouvido e liberado após o resgate em Marília — Foto: Prefeitura de Marília/Divulgação
Dono do imóvel foi ouvido e liberado após o resgate em Marília — Foto: Prefeitura de Marília/Divulgação

A veterinária informou que os animais estavam sem alimento e com a aparência de que não comiam há alguns dias. Além disso, apresentavam sinais visíveis de desnutrição, baixa imunidade e estavam com muitos carrapatos.

Todos os animais foram encaminhados para o canil da empresa contratada pela prefeitura, onde foram medicados e fizeram exames de sangue e testes de leishmaniose. Segundo Nicole, o maior problema para a maioria dos bichinhos era a fome.

“Tinham cinco que realmente estavam bem mais apáticos, desidratados. Então foram feitas todas as medicações injetáveis, a gente hidratou eles, e a maioria respondeu super bem, eles comeram muito”, lembra Nicole.

Prefeitura resgata 16 animais vítimas de maus-tratos em casa na zona oeste de Marília — Foto: Prefeitura de Marília/Divulgação
Prefeitura resgata 16 animais vítimas de maus-tratos em casa na zona oeste de Marília — Foto: Prefeitura de Marília/Divulgação

Ainda de acordo com a profissional, um dos cachorros apresentou um quadro de saúde mais grave e não respondeu bem aos medicamentos, ao contrário dos demais animais resgatados.

“Ele teve que ser encaminhado para a nossa clínica parceira para uma internação mesmo porque ele estava em um estado pior. A gente tentou medicá-lo e ele não respondeu muito bem, então a gente internou e ele provavelmente vai precisar de uma transfusão sanguínea”, explica a médica.

Resgate mobilizou empresa, prefeitura e Polícia Ambiental de Marília — Foto: Prefeitura de Marília/Divulgação
Resgate mobilizou empresa, prefeitura e Polícia Ambiental de Marília — Foto: Prefeitura de Marília/Divulgação

Os outros animais, segundo Nicole, não estavam em condições de saúde tão críticas, mas tinham muita fome.

“Os demais era fome, eles comeram desesperadamente. Eu percebi que não era só no dia, era uma restrição alimentar de muito tempo. A gente vai suplementá-los com as vitaminas necessárias, mais a medicação que precisar, e comida à vontade porque eles merecem”, garante a veterinária.

Agora, os animais devem continuar no canil, tomando a medicação e as vitaminas necessárias para a recuperação. Segundo a veterinária, esse processo deve durar cerca de 45 dias. Em seguida, eles serão colocados para a adoção.

Em caso de animais abandonados, acidentados ou doentes nas vias públicas, o morador deve ligar para o Corpo de Bombeiros, através do 193. Depois, a empresa é acionada para prestar verificar a ocorrência e prestar o serviço.

Prefeitura pede que a população colabore com denúncia de maus tratos ou animais abandonados — Foto: Prefeitura de Marília/Divulgação
Prefeitura pede que a população colabore com denúncia de maus tratos ou animais abandonados — Foto: Prefeitura de Marília/Divulgação

Por Júlia Nunes, G1 Bauru e Marília (colaborou sob supervisão de Mariana Bonora)

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.