Sem proteção, cão é transportado em caminhão de mudança em Cuiabá, MT

Sem proteção, cão é transportado em caminhão de mudança em Cuiabá, MT

Internauta flagrou cachorro sendo levado sem proteção em caminhão. Cena foi registrada na manhã deste sábado no bairro Morada do Ouro.

MT Cuiaba cao bnh 620x465 yara yoko1

Uma internauta registrou na manhã deste sábado (4), em Cuiabá, o momento em que um cachorro era transportado em cima dos móveis colocados na carroceria de um caminhão de mudança que passava pela Rua Dezenove, na região do bairro Morada do Ouro. De acordo com a bancária Yara Yoko Pinto Coelho, de 31 anos, o cachorro estava apenas amarrado de forma precária (não se sabe a móveis ou à própria carroceria), sem qualquer outra proteção contra o risco de cair.

Segundo relatou Yara, ela estava a caminho do trabalho quando se deparou com a cena em frente a seu carro. Na carroceria do caminhão havia escadas, peças de móveis, uma geladeira, um armário, uma bicicleta, uma cadeira e outros objetos.

Como o fundo da carroceria já deveria estar cheio de itens de mudança, o cachorro foi colocado acima deles, acima do nível da grade de proteção da carroceria, totalmente exposto e sujeito a quedas.

O caminhão não trafegava em alta velocidade, mas o movimento fazia com que o cachorro estivesse a todo tempo tremendo e tentando se equilibrar sobre os móveis, segundo Yara. Revoltada com a situação, ela conta que buzinou para o motorista, que a ignorou. Por ter de entrar em uma das ruas para chegar ao trabalho, ela contou que acabou perdendo o veículo de vista.

“Eu buzinei porque fiquei revoltada e o cara fez que não estava ouvindo. O cão parecia que estava em pânico, amedrontado, tentando se equilibrar, sem nenhuma grade de proteção, nada. Eu não sou fanática, não morro de amores por cachorro, mas fiquei indignada com a cena. Achei um absurdo”. 

Nota Olhar Animal: Esse é retrato de como os animais são vistos como objetos, infelizmente isso ainda existe. Esperamos que em breve deixemos de ver cenas assim. 

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.