Semar apreende animais e carga de madeira irregular no combate aos crimes ambientais no PI

Por Ana Célia Aragão

Resgate de aves e tatus, apreensão de cargas de madeiras e jazidas de areia, dentre outros crimes ambientais, incluindo prisões de envolvidos, foi o resultado da Operação Temática de Combate a Crimes Ambientais (OTECCA), realizada por meio de uma parceria firmada entre Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), Polícia Rodoviária Federal e Batalhão de Polícia Ambiental, na região Sul do Piauí, totalizando mais de 40 pessoas envolvidas na operação.

A operação aconteceu na região Sul do Piauí, incluindo os municípios de Manoel Emídio, Cristino Castro, Bom Jesus, Santa Luz, Floriano, Colônia do Gurguéia e Morro Cabeça no Tempo. Neste último município, foram apreendidos mais de 60 metros cúbicos de aroeira. “A espécie vegetal aroeira é protegida por lei. A portaria 83-N de 1991 do Ibama proíbe o corte da “aroeira” e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas”, ressalta o gerente de fiscalização da Semar, Renato Nogueira. Ele acrescenta que também foram apreendidas duas motosserras sem autorização de uso.

Durante uma semana, a Semar, também, realizou diversas barreiras nas rodovias da região Sul do Piauí, o que resultou na apreensão de dois caminhões carregados de madeira cerrada com documentação ilegal. Os caminhões tinham uma carga de 60 metros cúbicos de madeira, totalmente irregular. A mesma está apreendida e aguarda processo administrativo para ser dada a destinação final. Ainda nas rodovias, a secretaria do Meio Ambiente apreendeu um veiculo que realizava o transporte de material perigoso sem licença ambiental.

No tocante a recursos minerais, diversos pontos de exploração de areia, argila, brita foram fiscalizados. Quatro destes pontos foram identificados como clandestinos, pois estavam funcionando sem licença. Esses locais foram embargados e tiveram suas atividades cessadas e os proprietários foram encaminhados para as autoridades policiais competentes.

Outras ações da Semar em parceria com a PRF culminaram com a apreensão de um jacaré, três armas de fogo e uma rede de pesca. As multas totalizaram mais de R$ 120 mil.

Renato Nogueira garante que a Semar já tem agendadas novas operações em todo o Piauí, considerando que a secretaria conta com registro de várias denuncias referentes a crimes ambientais no Piauí.

Fonte: Governo do Estado do Piauí

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.