Serial killer de animais é presa em São Paulo

Serial killer de animais é presa em São Paulo
Dalva Lina: enfim, presa (Reprodução/Veja SP)

Foragida da Justiça desde novembro do ano passado, Dalva Lina da Silva, de 48 anos, foi presa no último dia 1º, em São Paulo. Condenada a dezessete anos e seis meses de reclusão em regime semiaberto, ela foi encaminhada ao 89º DP, na Vila Andrade. Aguarda agora decisão de onde cumprirá a pena. Um gerente de banco teria reconhecido a mulher na agência onde trabalha e chamado a polícia.

Dalva ficou conhecida como serial killer de animais. Em janeiro de 2012, após uma denúncia de ativistas da área, a polícia encontrou 37 corpos de cães e gato dentro de sacos de lixo em frente à sua casa na Vila Mariana. A criminosa se passava por protetora e, após recolher os pets, matava cruelmente quase todos com uma injeção no coração. O motivo da barbárie ninguém sabe qual é.

À época, Dalva disse a VEJA SÃO PAULO que recebia bichos doentes e, quando não conseguia tratá-los, os sacrificava (mesmo não sendo veterinária) para “acabar com o sofrimento deles”. Também revelou que usava uma injeção de anestésico no coração e os pets morriam em “dez segundos”. Afirmou ainda que parte dos corpos teria sido colocada na frente de sua residência por uma pessoa que tentava prejudicá-la.

 

Por Carolina Giovanelli

Fonte: Veja

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.