Sete pessoas são presas por caça ilegal de animais no litoral norte de SC

Sete pessoas são presas por caça ilegal de animais no litoral norte de SC
Cachorros encontrados em situação de maus tratos eram usados para a caça de animais em Ilhota. – Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental

As armas recolhidas pela guarnição foram sete espingardas, de diversos calibres, duas pistolas 9 mm, bem como 100 munições, junto a rádios de transmissão. Não foram divulgadas informações de onde o grupo agia.

Segundo a Polícia Militar Ambiental, os cachorros eram utilizados, provavelmente, para o ataque aos animais. Imagens indicam que eles apresentavam escoriações e sinais de desnutrição.

Diversas armas foram apreendidas em operação contra caça ilegal em Ilhota. – Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental
Diversas armas foram apreendidas em operação contra caça ilegal em Ilhota. – Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental

Os presos, bem como todo o material apreendido, foram entregues à Delegacia de Polícia de Blumenau.

Pena para caça ilegal de animais pode chegar a um ano de prisão

A caça ilegal de animais se caracteriza como crime contra a fauna brasileira e pode resultar em pena de seis meses a um ano de prisão. Além disso, o praticante fica sujeito a multa.

Escoriações e sinais de desnutrição indicaram maus tratos a cachorros apreendidos em Ilhota. – Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental
Escoriações e sinais de desnutrição indicaram maus tratos a cachorros apreendidos em Ilhota. – Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental

Por Fábio Tarnapolsky

fonte: ND+

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.