CHINA raiva 151288 ext arquivo thumb

Sob protestos, China mata quase cinco mil cães para controlar surto de raiva

Animais foram mortos em Baoshan, na província de Yunnan, e outros 100 mil foram vacinados; decisão provocou protestos

CHINA raiva 151288 ext arquivo

Autoridades chinesas mataram cerca de 5 mil cães em uma cidade após cinco pessoas morreram vítimas da raiva, informou a agência de notícias estatal Xinhua neste domingo (7).

Os 4.900 cães foram mortos na cidade de Baoshan, província de Yunnan, e outros 100 mil foram vacinados em uma campanha antirrábica, de acordo com a Xinhua. A cidade emitiu uma ordem urgente para que autoridades vacinassem cães domésticos e matassem os de rua.

Esse tipo de ordem acontece com frequência na China para controlar a propagação da raiva. A ação provocou protestos de tutores de cães e ativistas dos direitos dos animais, que pediram a castração e vacinação dos cães ao invés das mortes.

Em 2009, as autoridades da cidade do norte de Hanzhong teriam matado cerca de 37 mil cães após um surto de raiva, alguns deles foram espancados até a morte.

Fonte: Tribuna Hoje

Nota do Olhar Animal: Além dos brutais abusos e maus-tratos representados pela matança dos cães, o extermínio é totalmente equivocado do ponto de vista técnico, como indica a Organização Mundial de Saúde há muitos anos. A incompetência e a ética rasa das autoridades sanitárias chinesas infelizmente não são muito diferentes às de muitas autoridades brasileiras, que aqui continuam exterminando cães para o controle da leishmaniose, medida notoriamente inócua tanto neste caso como para o controle da raiva.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.