Soltura de tartaruga-verde movimenta praia em Pontal, PR

Soltura de tartaruga-verde movimenta praia em Pontal, PR
Foto: Kaiê Costa

A soltura de uma tartaruga-verde foi a grande atração da praia, na tarde de terça-feira (24), no balneário de Pontal do Sul, em Pontal do Paraná.

Aproximadamente cem pessoas acompanharam a ação, que fez parte das atividades educativas desenvolvidas pela equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC).

A tartaruga, da espécie Chelonia mydas, foi entregue pelo efetivo do corpo de Bombeiros à equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP/BS) no dia 16 de janeiro na Praia Brava, em Matinhos. A tartaruga estava com um anzol de pesca esportiva preso na boca.

Após passar pelos cuidados da equipe técnica do PMP/BS no centro de estabilização de fauna marinha do Laboratório de Ecologia e Conservação, do Centro de Estudos do Mar (CEM), da Universidade Federal do Paraná (UFPR), a tartaruga-verde estava pronta para retornar ao seu ambiente natural.

Segundo a coordenadora do LEC/CEM e do PMP/BS, Camila Domit, o retorno desse animal representa o cumprimento dos deveres da sociedade com o meio ambiente. “Penso que temos duas responsabilidades: uma com a espécie por estar ameaçada de extinção e outra por que este animal foi impactado de forma negativa por uma atividade executada pelo homem. Se nós causamos o mal ao animal, é nossa responsabilidade como sociedade, também atendê-lo e dar condições para que seja devolvido ao seu ambiente natural. Nossa responsabilidade de tentar, ao menos, corrigir o mal”, comentou a pesquisadora.

Projeto de Monitoramento de Praias PMP/BS

O CEM/UFPR é a instituição no Litoral do Paraná que integra uma rede de organizações executoras do PMP/BS. Acionamentos sobre encalhes de aves, mamíferos ou tartarugas marinhas podem ser feitos pelo número 0800-642-3341.

Essa atividade é desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. O projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, por meio do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos debilitados e coleta dos mortos.

Foto: Paula Nassar

Por Alexandre Quevedo / Assistente de Comunicação PMP/BS

Fonte: Correio do Litoral

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.