Cadela Luna resgatada no Bairro Pequis em Uberlândia — Foto: SOS Pet/Divulgação

SOS Pet faz campanha de arrecadação para tratamento de cadela com tumor em Uberlândia, MG

Os voluntários do Instituto SOS Pet fazem campanha de arrecadação de dinheiro para o tratamento de uma cadela com tumor resgatada em Uberlândia. O animal está em um lar temporário aguardando melhora no quadro clínico e deverá ser disponibilizada para adoção.

A cachorra foi resgatada das ruas no Bairro Pequis no último fim de semana. Posteriormente, ela foi encaminhada para uma clínica veterinária. Durante a consulta com a doutora Leiliane Ferreira, foi avaliado que o animal tem Tumor Venéreo Transmissível (TVT), comumente localizado nas partes sexuais, e está com anemia por desnutrição.

Segundo a veterinária, o tumor é uma neoplasia potencialmente maligna que acomete cães e outros canídeos. A doença é transmitida no momento da cópula.

“As falhas de pelo no pescoço indicam que a cadela vivia amarrada. Ela foi abandonada nas ruas doente. O tumor está no estágio três, que é médio a avançando. Devido a isso, foi iniciado o tratamento de quimioterapia”, explicou.

Marca no pescoço mostra que o animal estava acorrentado em algum lugar em Uberlândia — Foto: SOS Pet/Divulgação
Marca no pescoço mostra que o animal estava acorrentado em algum lugar em Uberlândia — Foto: SOS Pet/Divulgação

A cadela vira-lata foi batizada de Luna e está na casa de uma voluntária no Pequis. Segundo Henrique Silva, um dos coordenadores da campanha, o quadro clínico dela apresentou melhora após a primeira aplicação do medicamento.

Doação

Os voluntários estão fazendo a campanha de arrecadação de recursos financeiros para custeio da consulta de R$ 80; exame a R$ 40; medicamento geral por R$ 80 e quatro aplicações de medicamento para tratar o TVT pelo preço R$ 200. Mais informações pelos telefones (34) 98804-2159 ou (34) 99919-7368.

As doações estão ocorrendo através de depósito em conta correte da instituição; confira os dados:

  • Razão social: Instituto SOSPet Uberlândia
  • CNPJ: 30.377.975/0001-02
  • Banco: Bradesco
  • Agência: 3906
  • Conta corrente: 037817-8
SOS Pet

O instituto atua na cidade desde 2017 promovendo castração de caninos e felinos, resgate de animais abandonados, tratamento e adoção. A iniciativa foi da voluntária Lyara Silva Lima, que faz este tipo de trabalho há mais de sete anos. Só em 2018, a instituição atendeu 1.680 animais.

Atualmente, a ONG conta com aproximadamente 45 voluntários, entre veterinários, estudantes e civis, que prestam assistência aos 20 animais que estão em lares temporários.

“Promovemos quinzenalmente mutirões para castração de animais resgatados e para aqueles que não têm condição de pagar pelo serviço. Também realizamos toda semana mutirão de adoção em locais de grande circulação, onde cerca de 30 voluntários participam”, esclareceu Henrique Silva, voluntário.

Por Letícia Leles, G1 Triângulo e Alto Paranaíba

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.