SP: Casal se sensibiliza e adota cão abandonado em rodovia

SP: Casal se sensibiliza e adota cão abandonado em rodovia

Por Breno Guarnieri

SP Fernandopolis cao adotado

O cachorro Zezão, encontrado, recentemente, abandonado e muito debilitado às margens de uma rodovia, em Santa Albertina, já tem um lar. O final feliz foi possível graças ao trabalho da protetora de animais da Associação Pelos e Patas, Mayara Stefanini Silva, em conjunto com a veterinária Drª Maisa Bego.

O animal, já recuperado, foi adotado pelo casal Glaucia e Ricardo Capitol, de Fernandópolis.

CAMINHOS QUE SE CRUZARAM

A história de superação de Zezão tem início quando Mayara o encontra abandonado próximo a Santa Albertina. Na oportunidade, o cachorro estava bem abaixo do peso e com uma grave ferida em uma das patas. Sensibilizada com a cena, a protetora estaciona o seu automóvel às margens da rodovia e oferece um pouco de ração ao animal, que apesar de muita dificuldade, consegue se alimentar. Ao analisar a situação, Mayara notou que uma das patas estava bem comprometida, devido à ferida aberta.

Diante do fato, Mayara não pensou duas vezes, acolheu o animal e o levou a um veterinário em Santa Albertina. Lá, o profissional, após examinar Zezão, deu uma péssima notícia: a pata machucada teria que ser amputada. “Por se tratar de um cachorro abandonado e sem lar, julgamos que seria a melhor opção e acabaria de vez com o seu sofrimento. Deixei Zezão com o veterinário e voltei para Fernandópolis”, destaca Mayara.

Ainda de acordo com a protetora, no mesmo dia em que encontrou Zezão abandonado, uma foto do animal foi postada por ela em uma rede social. Para sua surpresa, o casal Ricardo e Glaucia se interessou em adotá- -lo. “Foi gratificante, mas ao mesmo tempo preocupante, pois sabemos que é difícil a adoção de um animal saudá- vel. Imagina um com a pata amputada?”, questiona.

RECUPEROU

Enquanto Zezão recebia tratamento médico, em Santa Albertina, Mayara conversou com várias pessoas a respeito do caso e foi orientada a optar por cicatrizar a ferida e não amputar a pata. Convencida de que, realmente, no momento era a melhor opção, Mayara buscou Zezão em Santa Albertina e o encaminhou à clínica veterinária Drª Maisa Bego.

Na referida clínica, onde se possui maiores recursos, Zezão foi tratado com aten- ção e carinho. “Drª Maisa é uma excelente profissional. Ela cuidou do animal co muita dedicação. Em razão de seu trabalho, Zezão não precisou amputar a pata machucada. Inclusive, ele recuperou seu peso e está saudável. Está longe daquela situação que o encontrei”, acrescenta.

ADOÇÃO

Alguns dias após a sua chegada à clínica da Drª Maisa Bego, Zezão foi adotado pelo casal Ricardo e Glaucia que, inclusive, já possui três animais adotados. Mayara faz questão de agradecer aos amigos e familiares que a ajudaram a pagar as despesas do tratamento médico recebido por Zezão, que, atualmente, é conhecido em diversas cidades em razão de sua história.

“Graças a Deus, o Zezão ganhou na loteria”, finaliza.

Fonte: Região Noroeste

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.