SP: III Feira de Natal vegana de Campinas e RMC

SP: III Feira de Natal vegana de Campinas e RMC

A Feira de Natal Vegana de Campinas de RMC chega à sua terceira edição apostando cada vez mais na criatividade dos expositores e seu engajamento nas questões dos Direitos Animais e Sustentabilidade. Artes e cultura também são destaques que se entrelaçam e mostram a evolução do veganismo pelos vários setores dos conhecimentos humanos.

A parceria com o CIS Guanabara- Unicamp é outro ponto de destaque para esse evento público que tem como mote principal a divulgação de que é viável, seguro e simples uma sociedade viver sem a exploração e crueldade animal. Aqui, incluso, obviamente, animais humanos e não humanos. A antiga estação de trem Guanabara, patrimônio cultural, agora capitaneada pela Unicamp e sua pró reitoria de extensão e assuntos comunitários, respira o fazer social, e inclusivo, de novas ferramentas socioculturais olhando para um novo futuro que se desenha à nossa frente.

Nesta edição é repetida a campanha ‘“CONTRA O USO DE ANIMAIS EM RITUAIS RELIGIOSOS”, ação que foi bem vista pelos participantes das duas feiras passadas.

As novidades para 2016 são a roda de conversa da ativista Carol Paulieli, do blog Beleza Transgressora, que vai propor uma discussão sobre o que está “por trás do espelho da beleza”, cosméticos que testam em animais, cruelty free e produtos cosméticos veganos .

A oficina gratuita de estamparia ministrada pelo COLVE, coletivo que organiza a Semana Vegetariana da Unicamp. Nesta oficina, as pessoas poderão levar jaquetas, camisetas ou simplesmente um pedaço de tecido para aprender como se dão os processos de estamparia alternativa. O evento ainda contará com a oficina de culinária, ministrada pela ativista Marisa Donaire, co-criadora da empresa vegana Senhorita Pepis, cujo objetivo é que os inscritos aprendam a fazer uma Ceia de Natal Vegana, com entrada, prato principal – que será um tender – e uma sobremesa. Marisa promete também uma surpresa no final da oficina.

A mais nova atriz agregada às questões do respeito pela vida dos animais não humanos é a portuguesa Ana Piu, apresentando um apanhado de suas técnicas e números, que prometem boas risadas para o público. Mais recentemente Ana Piu apresentou no evento Flesh is For Zombies Festival e na XI Semana Vegetariana da Unicamp, sua mais nova criação, a personagem Bell Trana D´Tall, uma professora que palestra sobre os “benefícios do veganismo animal”.

O evento conta com um palco aberto aos artistas que queiram dar “uma canja”. Mas o grupo Príncipe Du´Azul, comandado pelo artista paulistano Pedro Ivo, especializado em músicas para o público infantil-juvenil, fará uma apresentação com canções de seu último cd.

E a praça de alimentação do evento estará abastecida com as delícias produzidas na região metropolitana de Campinas, inclusive, de outras regiões. São elas Caju Caju- alimentação (São Pedro das Águas), Veg Burguer- lanches de hamburger (Rio Claro), Frutos da Serra- cogumelos (Amparo), Veganômades- pães e doces (Arthur Nogueira) e Villeveg- sorvetes (Itú).

Já Campinas será representada pelas empresas veganas Magnifique- cosméticos orgânicos, Grãos de Luz- pães, Vegvida- alimentação/chocotone, Jaca Verde e Cia- alimentação, Expresso Vegano- lanches, COMO? Espaço Vegano- alimentação/brinquedos e também pelos ativistas da PUCcats – família que resgata, trata e procura adoção responsável para os animais que são descartados no campus I da Puc Campinas. Também preenchem o evento com muita qualidade Lu Resek- costura (Arthur Nogueira) e Vegeteca (Valinhos), com livros e filmes correlatos ao veganismo.

Além dos já citados, a empresa campineira Pantala, do segmento dos calçados, criada por Monyque Artese, lançará novos modelos de seus produtos, que já estão se consagrando junto ao público que procura alternativas ao couro e peles animais.

SERVIÇO: III FEIRA DE NATAL VEGANA DE CAMPINAS E RMC

Dia 11 de dezembro, das 11h às 19h

Local: CIS Guanabara- Unicamp/ Rua Mário Siqueira, 829, Botafogo, Campinas

Entrada franca e estacionamento gratuito.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.