SP: Prefeitura de Osvaldo Cruz investiga descarte ‘clandestino’ de animais

SP: Prefeitura de Osvaldo Cruz investiga descarte ‘clandestino’ de animais

Cães e gatos foram encontrados no depósito de lixo da cidade. Procedimento administrativo deverá apurar o que ocorreu.

A Prefeitura de Osvaldo Cruz informou nesta sexta-feira (16) que deverá instaurar um procedimento administrativo para investigar o descarte clandestino de animais mortos na área da usina de reciclagem e compostagem de lixo da cidade. Nesta semana, dez cães e cinco gatos foram encontrados no local. Os bichos estavam em sacos plásticos pretos.

Em nota, a Prefeitura salientou que tanto o setor de inspeção municipal (veterinários) quanto o funcionário responsável pelo canil informaram que não havia nenhum animal para descarte. Ainda conforme o Poder Executivo, uma empresa de transbordo com entreposto em Bauru (SP) atua semanalmente com a finalidade de fazer o descarte correto.

Nesta semana, a empresa esteve em Osvaldo Cruz pela última vez na terça-feira (13). Para quinta-feira (15), não havia nenhum animal para ser recolhido.

“Quanto às clínicas veterinárias da cidade, cada qual tem conhecimento sobre os procedimentos corretos de descarte”, enfatizou a Prefeitura.

De acordo com o posicionamento oficial do Executivo, “o que houve foi um descarte clandestino de carcaças”. Isso sinaliza, ainda conforme a Prefeitura, que “alguém foi ao local e descartou os cães e gatos”. Os animais descartados no depósito de lixo “já tiveram a destinação correta”, segundo a nota oficial.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.