Suipa faz apelo por doações para manter cuidado a animais no Rio de Janeiro

Entidade abriga cerca de 4,5 mil bichos em sua sede, no Jacarezinho. Gasto médio só com ração é de R$ 50 mil por semana.

A Sociedade União Internacional Protetora dos Animais (Suipa) lançou mais uma campanha para aquisição de novos sócios e arrecadação de doações. A instituição abriga cerca de 4,5 mil animais somente na sua unidade do Jacarezinho, Zona Norte do Rio. O gasto com ração é de cerca de R$ 50 mil por semana.

Além da unidade do Jacarezinho, a Suipa dispõe ainda de um santuário em Itaboraí, onde abriga cavalos e porcos, e mais 650 cães em Maricá. O custo com mão-de-obra e impostos chega a R$ 400 mil por mês. A Suipa possui ainda um hospital veterinário com ambulatório e 30 profissionais realizando consultas com preços abaixo do valor de mercado.

De acordo com o administrador da unidade Jacarezinho da Suipa, Paulo Rodrigues, a quantidade de ração mantida atualmente deve durar até, no máximo, dezembro. Por isso, a instituição faz um apelo para que os cerca de 5 mil sócios efetivos mantenham suas mensalidades em dia e para que outras pessoas se associem à entidade.

Segundo Paulo Rodrigues, ainda falta pagar R$ 120 mil referentes à folha de agosto. A grande preocupação deles é com o mês de dezembro, quando será preciso pagar o 13º dos funcionários, além dos salários do mês vigente.

Ambulâncias roubadas

Entre maio e junho, a Suipa teve duas ambulâncias roubadas em menos de 15 dias, uma delas com cerca de 600kg de ração. Ela foi recuperada, mas ainda permanece em uma oficina mecânica. A outra ambulância continua desaparecida. Os dois veículos eram usados, além do transporte de animais, para recolher doações de ração.

Quem quiser se associar à Suipa, deve ir à página da entidade na internet, onde há todas as informações. Há opção de escolha de pagamento de mensalidade com boleto, por meio de débito em conta, cartão de crédito ou depósito direto na conta da entidade. O valor mínimo para doações é de R$ 30 reais.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.