Reprodução/Twitter

Supermercado de MG é investigado após funcionário exibir gato morto dentro de depósito

A Polícia Civil investiga um caso de maus-tratos contra animal que teria acontecido dentro da unidade da rede Mart Minas, na cidade de Ituiutaba, no Triângulo Mineiro. Fotos que viralizaram nas redes sociais durante a última semana mostram um funcionário do supermercado sorrindo ao segurar uma caixa de papelão com um gato morto. As imagens causaram revolta e autoridades locais se mobilizaram para apurar o que ocorreu. A administração da rede afastou os empregados envolvidos no caso.

Na manhã da última quarta-feira (14), policiais militares realizaram uma vistoria no supermercado. Informações iniciais apontavam que uma espingarda de chumbinho teria sido utilizada por um funcionário para matar o gato. O animal teria invadido o estoque do estabelecimento e causado transtornos por alguns dias.

“Não localizamos nenhuma arma ou objeto que possa indicar a materialidade do fato. Como fizeram a denúncia pela internet e não acionaram as autoridades competentes antes, fica mais difícil encontrar provas”, contou ao BHAZ o sargento Eduardo Venâncio, que está à frente da Polícia Militar de Meio Ambiente de Ituiutaba.

A presidente da Sociedade Protetora Dos Animais De Ituiutaba (Spai), Mariana Santana, acompanha o andamento das investigações junto à Polícia Civil. Já foram recolhidas imagens do circuito interno do supermercado e marcados depoimentos de testemunhas.

“Se houver indiciamento, nos reuniremos com Ministério Público para pedir a punição dos responsáveis. Estou certa de que as autoridades aqui da cidade não ficarão inertes diante disso”, avalia Mariana.

O artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais estipula a pena de até um ano e quatro meses de detenção para pessoas condenadas por matar animais, além de multa.

Supermercado já afastou funcionários e colabora com a polícia

A reportagem do BHAZ não conseguiu contato com a administração do Mart Minas durante este domingo (18). Nas redes sociais, a rede de supermercados já se posicionou reforçando que abomina todo tipo de violência e está colaborando com as investigações da Polícia Civil. Além disso, os funcionários envolvidos no caso foram afastados de suas funções.

Na sexta-feira (16), representantes da rede realizaram uma reunião com protetores dos animais de Ituiutaba e destacaram que já foram enviadas imagens de circuito interno para a polícia.

Confira a nota publicada pelo supermercado:

“Considerando o que tem circulado nas redes sociais acerca de um suposto crime de maus-tratos a animais que teria ocorrido em nossa unidade de Ituiutaba, o Mart Minas vem, com a mais profunda consternação e espanto, informar que todos os esforços para apuração dos fatos estão sendo empreendidos pela empresa. Esclarece ainda que os funcionários supostamente envolvidos foram imediatamente afastados de suas atividades.

O Mart Minas tem por princípio básico e política interna a proteção e preservação de todos os seres vivos, promovendo constantes campanhas de conscientização e acolhimento em todas as suas filiais. A morte de um gatinho, independente da causa, é motivo de muita tristeza para todos nós da família Mart Minas e os responsáveis por eventual crime serão punidos com todo o rigor da lei.

O Mart Minas abomina todo tipo de violência e permanece à disposição da sociedade para prestar todos os esclarecimentos necessários.

Fonte: BHAZ

Internautas denunciam suposta matança de gatos em rede atacadista em MG

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.