Suposto ‘caçador’ de Porto Murtinho (MS) posta onça-pintada como troféu em rede social

Suposto ‘caçador’ de Porto Murtinho (MS) posta onça-pintada como troféu em rede social

Por Juliana Brum

MS portomurtinho onca1

As selfies e as postagens nas redes sociais andam cada vez mais ousadas e até crimes estão sendo postados como se fossem trófeis. Usuários de uma rede social nesta manhã de quinta-feira (5) denunciaram a postagem feita por Franscisco Farias Filho que na última quarta-feira (4) colocou fotos de sua suposta “caçada” em Porto Murtinho, região sudoeste do Mato Grosso do Sul em que mostra a foto de uma onça-pintada morta.

Nos posts é possível ver que segundo o homem foram capturadas duas onças e como postou a foto. Homens como este que usou do nome de Franscisco na internet expondo a pele do animal deve responder pelo crime ambiental.

Questionado por uma seguidora indignada com a foto, ele através do Messenger (ferramenta de bate-papo) diz que não é ele na foto e que pegou na internet direto da página do IBAMA animais e couros apreendidos. A PMA já foi acionada e está tomando as providências cabíveis, segundo denuncia anônima.

Atitude esta inaceitável, pois caçar onças-pintadas é crime ambiental e não é uma brincadeira, fica explícito que pessoas comentam a postagem criminosa.

Primeiro Farias expõe o animal morto como se fosse um prêmio caçar estes animais e depois acuado diz não ser ele, mas mantém a foto sem qualquer esclarecimento na página do Facebook.

Pelo fato das onças-pintadas estarem no topo da cadeia alimentar e necessitarem de grandes áreas preservadas para sobreviver, esse animal ao mesmo tempo temido e admirado que habita o imaginário das pessoas é um indicador de qualidade ambiental, mas ainda é caçado.

A ocorrência desses felinos em uma região indica que ele ainda oferece boas condições que permitam a sua sobrevivência como ainda é possível nas áreas do Pantanal, Sul Mato-grossense.

As crescentes alterações ambientais provocadas pelo homem, assim como o desmatamento e a caça às presas silvestres e às próprias onças são as principais causas da diminuição da população de onças no Brasil. Reduzir essas ameaças é fundamental para garantir a sobrevivência da onça-pintada e a integridade dos ecosistemas.

Até fazendeiros já estão conscientes da importância da presença destes animais e hoje existem Projetos de preservação onde é possível mantê-las nas áreas sem prejudicar os fazendeiros como mostra o projeto Onça Pantaneira que segue os princípios da instituição que é o de aliar a proteção ambiental com as atividades produtivas nas fazendas pantaneiras.

MS portomurtinho onca2

Fonte: CapitalNews

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.