Suprema Corte da Índia: uso de ocitocina em laticínios é crueldade contra os animais

Suprema Corte da Índia: uso de ocitocina em laticínios é crueldade contra os animais

O Tribunal Superior de Deli ordenou, na sexta-feira, que fossem tomadas medidas contra o uso do hormônio ocitocina não genuíno em fazendas de laticínios na capital.

“Realocar os laticínios próximos a aterros sanitários”

  • A Suprema Corte opinou que as fazendas de laticínios deveriam ser realocadas em áreas com instalações adequadas de esgoto e drenagem, usina de biogás, amplo espaço aberto para o gado se movimentar e área de pastagem adequada.
  • A condição de nove fazendas de laticínios – Kakrola Dairy, Goela Dairy, Nangli Shakrawati Dairy, Jharoda Dairy, Bhalaswa Dairy, Ghazipur Dairy, Shahbad Daulatpur Dairy, Madanpur Khadar Dairy e Masoodpur Dairy – era “ruim”.
  • A Suprema Corte insistiu especialmente na necessidade de realocar o Ghazipur Dairy e o Bhalaswa Dairy, que estavam localizados próximos a aterros sanitários. 

Um grupo de juízes, composto pelo Juiz Presidente em exercício Manmohan e pelo Juiz Manmeet Arora, considerou a administração de ocitocina como crueldade contra animais, um delito passível de reconhecimento de acordo com a Seção 12 da Lei de Prevenção de Crueldade contra Animais de 1960.

O tribunal orientou o Departamento de Inteligência da Polícia de Deli a identificar as fontes de produção, embalagem e distribuição de ocitocina e a tomar as medidas adequadas contra os infratores.

A diretriz da Suprema Corte veio em resposta a um pedido que alegava violações de várias leis nas fazendas de laticínios de Deli.

A Suprema Corte opinou que as fazendas de laticínios deveriam ser realocadas em áreas com instalações adequadas de esgoto e drenagem, usina de biogás, amplo espaço aberto para o gado se movimentar e área de pastagem adequada.

Foi registrado que, de acordo com o comissário do tribunal, a condição de todas as nove fazendas de laticínios designadas em Deli – Kakrola Dairy, Goela Dairy, Nangli Shakrawati Dairy, Jharoda Dairy, Bhalaswa Dairy, Ghazipur Dairy, Shahbad Daulatpur Dairy, Madanpur Khadar Dairy e Masoodpur Dairy – era “ruim”.

A Suprema Corte insistiu especialmente na necessidade de realocar o Ghazipur Dairy e o Bhalaswa Dairy, devido à sua proximidade com os aterros sanitários.

O tribunal destacou o risco representado pelo gado que se alimenta de resíduos perigosos, pois isso também poderia ter um impacto adverso na saúde das pessoas, especialmente das crianças, que consomem o leite desse gado.

Para abordar essas questões de forma eficaz, o tribunal convocou vários funcionários, incluindo o Comissário (MCD), o Diretor de Veterinária (MCD), o Secretário Chefe (GNCTD), o CEO (DUSIB) e o CEO (FSSAI) para participar dos procedimentos em 8 de maio e fornecer informações sobre como implementar as instruções de forma eficaz.

Tradução de Ana Carolina Figueiredo

Fonte: The Tribune


Nota do Olhar Animal: A forma como os animais explorados para consumo são tratados é terrível e inaceitável, mas é apenas um AGRAVANTE em relação ao dano maior, naturalizado pela indústria “da morte” e aceito por muitas pessoas, que é o ABATE. O sofrimento imposto cotidianamente aos animais no transporte ou nas “linhas de produção” de carne não é menos repulsivo e imoral do que a violação do principal interesse dos animais, que é o interesse em viver. A produção não tem que dar melhores condições aos animais à espera da morte. Ela deve, sim, ser banida. O paladar dos humanos não é mais importante que a vida dos animais.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.