Cadela baleada em sítio em Caeté - Divulgação/SGPAN Caeté

Suspeito de atirar em cadela em Caeté (MG) é indiciado pela Polícia Civil

Foi indiciado por posse ilegal de arma de fogo e por maus tratos aos animais o proprietário de um sítio em Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, suspeito de ter atirado contra uma cadela. O animal foi encontrado ferido nas proximidades do sítio, o que levou a polícia a investigar o homem.

De acordo com o inquérito instaurado e concluído pela Polícia Civil (PC), durante as investigações, foram encontradas duas armas de fogo no sítio. Uma testemunha informou aos investigadores que o disparo saiu de dentro da propriedade do suspeito, e em seguida viu a cadela sair sangrando de dentro do sítio.

Segundo a polícia, em depoimento o homem disse que, entre vizinhos, existia um tipo de acordo para atirar em animais que invadissem as propriedades.

Se condenado, o suspeito pode cumprir pena de oito a doze anos de reclusão pela posse ilegal de arma de fogo. No caso de maus-tratos, a pena é de detenção de três a um ano e multa.

Por Janio Fonseca

Fonte: Hoje em Dia

Cadela leva tiro no focinho e vira caso de polícia em Belo Horizonte

Cadela ferida a tiros melhora, mas quadro ainda é muito grave

Cadela baleada em Caeté passa por cirurgia em BH e se recupera bem

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.