'Paçoca', de 10 meses, sobreviveu após ser jogada do 4º andar de prédio, em Guarujá (SP) — Foto: G1 Santos

Suspeito de jogar gata do 4º andar diz que agiu ‘sem querer’; assista

O homem que arremessou uma gata, de apenas dez meses de vida, do 4º andar de um prédio, em Guarujá, no litoral de São Paulo, disse que largou o animal e a gata caiu da mureta do prédio ‘sem querer’. Um vídeo obtido pelo G1 mostra o momento em que o animal sofre a agressão. Ela sobreviveu e teve apenas ferimentos leves. O rapaz deverá prestar depoimento na Polícia Civil nas próximas horas.

O caso ocorreu no dia 15 de outubro, mas as imagens só foram divulgadas no dia 24. A estudante Juliana Freitas, de 34 anos, ao sair de casa com as filhas, não notou que uma de suas gatas, ‘Paçoca’, de apenas dez meses, havia escapado. Por volta das 23h30, a síndica do prédio informou à estudante que o animal estava do lado de fora, chorando e querendo entrar no apartamento.

Após encontrar a gata com uma moradora, que cuidava do animal, uma vizinha comentou com ela que Paçoca não tinha caído, mas alguém a tinha jogado do 4º andar do prédio. A estudante solicitou as imagens das câmeras de monitoramento do edifício e constatou o fato.

Segundo ela, o namorado da síndica jogou a gata de uma altura de 10 metros. “Não cheguei a falar com ele, pois desde então ele não apareceu mais no prédio. Mas, falei com a síndica, expliquei que fiz o B.O., e ela reconheceu que foi um erro”, disse ela em entrevista ao G1.

Nesta quinta-feira (1º), o homem que supostamente arremessou a gata falou sobre o caso pela primeira vez. Ele preferiu não se identificar, mas contou que a gata estava miando o dia inteiro. Ele foi até a porta do apartamento para ver o que estava acontecendo e avistou o animal escondido embaixo de uma mesa. O homem disse que foi pegar ‘Paçoca’ para ver se ela estava machucada e ela o arranhou. A reação dele foi largar a gata, mas como a deixou perto da mureta, ela caiu.

Após o caso, Juliana registrou um boletim de ocorrência de maus-tratos contra animais na Delegacia Sede de Guarujá. A gata passou por consulta no veterinário, que não registrou qualquer fratura, apenas inchaço em uma das patas e escoriações. O rapaz ainda irá prestar depoimento na delegacia.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.