Suspeito é visto em moto jogando alimentos com veneno para cães e gatos em Laje do Muriaé, RJ

Suspeito é visto em moto jogando alimentos com veneno para cães e gatos em Laje do Muriaé, RJ
O cão Simpático foi um dos quatro animais sobreviventes aos ataques por envenenamento. Foto: Reprodução

A Polícia Civil investiga a informação de que uma pessoa usando uma motocicleta foi vista jogando alimentos com sinais de chumbinho (veneno para exterminar ratos) para cães e gatos, no município de Laje do Muriaé, no Noroeste Fluminense. A informação foi revelada pelo secretário estadual de saúde Luiz Antônio Teixeira Junior, o Dr.Luizinho. Ele esteve na cidade, nesta terça-feira, onde mais de 60 pets foram mortos com sinais de envenenamento, desde junho, segundo relato da Secretaria de Saúde do município.

Nesta quarta-feira, segundo o secretário estadual, uma equipe da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), da Polícia Civil, estará na cidade para realizar uma operação e tentar saber a origem do veneno, com venda e produção proibidos. Luizinho disse ainda que dois corpos de animais congelados, além de amostras de sangue, serão enviados para realização de exames na Universidade Federal do Norte Fluminense.

Pretinho é um dos quatro animais que conseguiram sobreviver — Foto: Reprodução
Pretinho é um dos quatro animais que conseguiram sobreviver — Foto: Reprodução

O objetivo é o de confirmar com exame toxicológico, que o chumbinho foi usado para matar os pets . A previsão é a de que o resultado fique pronto em aproximadamente uma semana.

— Só a Secretaria de Meio Ambiente da cidade enterrou 33 animais, fora os que outras pessoas puderam enterrar. Nós temos aqui dois animais que foram congelados e amostras de sangue foram colhidas. Esses animais e essas amostras estão indo, nesta quarta-feira, para a Universidade do Norte Fluminense para fazer os exames toxicológicos. Aparentemente, até pelos quadros que foram revertidos aqui pela Dra. Amanda Dias(veterinária de uma clínica da cidade) parece que sinais foram por envenenamento por chumbinho. Nos últimos dias foi encontrado um alimento que tinham sinais que nele haviam chumbinho. Estava numa rua. Parece que uma pessoa de moto jogou esses alimentos. Então, a gente está creditando que pessoas estão fazendo essa mortandade de animais. E isso é crime — disse o secretário.

Dos mais de 60 animais supostamente envenenados, quatro conseguiram sobreviver. Um deles é o cão Pretinho. Ele foi encontrado, no sábado retrasado, com hemorragia na boca. Levado para uma veterinária, ele foi internado. Um segundo sobrevivente foi o cão Simpático. Vira-lata com cerca de três anos, ele foi encontrado com sintomas de envenenamento, no último dia 18. Os dois animais continuam em observação.

A cadela Princesa foi um dos primeiros animais mortos por suspeita de envenenamento — Foto: Reprodução
A cadela Princesa foi um dos primeiros animais mortos por suspeita de envenenamento — Foto: Reprodução

Nesta terça-feira, o secretário teve um encontro na cidade com representantes da Prefeitura de Laje de Muriaé e da Secretaria de Saúde do município. Ficou acertado que um carro de som vai transitar, a partir desta quarta-feira, com mensagens alertando que envenenar animais é crime. Ele disse ainda ter conversado com o colega Fernando Albuquerque, Secretário de Polícia Civil, sobre o caso.

Segundo Dr.Luizinho, na conversa, Albuquerque disse dois policiais da 138ª DP (Laje do Muriaé), que está fechada para obras e que prestam serviço em Miracema, ficarão exclusivamente encarregados de investigar a série de morte de animais.

Procurada, a Polícia Civil informou que a 138ª DP e a DPMA estão investigando o caso em conjunto.

Por Marcos Nunes

Fonte: O Globo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.