Cascuda tinha cerca de 60 anos.

Tartaruga gigantona é encontrada morta na praia em Balneário Camboriú, SC

No comecinho da tarde de ontem uma tartaruga apareceu boiando na Praia Central de Balneário Camboriú, próximo à rua 3800. Segundo pessoas que estavam no local o animal tinha machucados que indicavam que se debateu presa, provavelmente numa rede ilegal de pesca.

A tartaruga foi retirada do mar pela guarda Ambiental e na sequência especialistas da Univali foram acionados. Eles levaram o animal para estudos e só depois dessa análise vão poder apontar a causa da morte.

Pessoas que estavam no local na hora da retirada da cascuda se impressionaram com o tamanho do animal. Segundo os especialistas comentaram, ela teria cerca de 60 anos de vida.

No mesmo dia, por volta das 13h, o grupo de proteção ambiental da guarda Municipal foi acionado na Praia de Taquaras. Lá encontraram um lobo marinho. Para apoio foi acionado o Projeto de Monitoramento de Praias (PMP), que identificou que ele estava bem.

Nas ultimas semanas, mais de uma dezena de animais marinhos apareceram mortos nas praias da região. A suspeita é que as redes feiticeiras estejam vitimando a bicharada marinha.

Curiosidade

A tartaruga é um dos animais com maior expectativa de vida. Podem viver entre 50 e 80 anos, dependendo da espécie, mas algumas podem passar dos 200 anos.

No Brasil, há legislação específica para diminuir o problema das capturas incidentais, como a Instrução Normativa nº 31, do Ministério do Meio Ambiente, que determina a obrigatoriedade do uso de dispositivos de escape de tartarugas em redes. Pena que a lei não é respeitada por alguns pescadores que insistem em armar armadilhas nos costões com recessão feiticeiras.

Fonte: Diarinho 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.