Tartarugas-marinhas são encontradas mortas em rede de pesca no ES

Tartarugas-marinhas são encontradas mortas em rede de pesca no ES
Foto: Reprodução PMV

O local é uma Área de Preservação Ambiental (APA). Na rede foram encontradas duas tartarugas mortas e diferentes espécies de peixes vivos.

Como a rede estava abandonada, não foi possível identificar os infratores. As duas tartarugas foram levadas para o Instituto de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos (Ipram), em Cariacica. Os peixes foram devolvidos ao mar.

Tartarugas presas em rede de pesca. Foto: Reprodução
Tartarugas presas em rede de pesca. Foto: Reprodução

Esse tipo de rede representa um grande risco para a fauna marinha, uma vez que captura filhotes, impedindo que cresçam e se reproduzam.

Segundo o gerente de fiscalização ambiental da Semmam, Alexsandro Amaral, as operações de fiscalização ambiental são rotineiras. Ele explica que a lei 9077/2017 proíbe a pesca utilizando qualquer tipo de rede como de emalhe, de espera, de cerco ou de arrasto.

Quem for flagrado pescando com qualquer tipo de rede na Baía do Espírito Santo e nos canais de Vitória e Camburi terá todo o material apreendido, pagará multas que podem variar de R$ 700,00 a R$ 100 mil e ainda responderá a processo por crime ambiental.

Por Munik Vieira

Fonte: ES BRASIL

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.