Teutônia (RS) castrou 227 cães e gatos em um ano

Teutônia (RS) castrou 227 cães e gatos em um ano
Atendimentos são realizados em clínica credenciada pelo município - Divulgação

O programa de castração e chipagem de cães e gatos completou um ano. Durante este período, o município contabiliza 227 castrações de caninos e felinos. São atendidos animais resgatados por grupos de protetores, que são considerados em situação de abandono e vulnerabilidade, encaminhados por agentes de saúde ou que pertençam a beneficiários do Programa Bolsa Família e usuários do Cras e do Creas.

As castrações foram feitas entre julho de 2019 e 17 junho de 2020, na clínica credenciada, Gigi Pet Clínica Veterinária, no Bairro Languiru.

Conforme o prefeito, Jonatan Brönstrup, a castração felina e canina atende um anseio antigo da comunidade teutoniense, bem como de entidades protetoras dos animais. “Trata-se de um procedimento indispensável para o controle populacional de cães e gatos, em que, consequentemente, estamos diminuindo o número de animais abandonados em nosso município. Trabalhar com castração é trabalhar com prevenção”, enaltece.

A subsecretária de Agricultura e Meio Ambiente, Nara Regina Nichterwitz, lembra que o programa foi pioneiro na região. “Estamos felizes em iniciarmos esses procedimentos, pois damos um grande passo neste anseio da nossa comunidade. Além da castração, a chipagem está sendo importante para termos um maior controle sobre os animais”, coloca, agradecendo, ainda, a parceria com a Associação Protetora dos Animais de Teutônia (Apante) e o Grupo Patas Solidárias.

Neste primeiro ano, somente de castrações foram investidos R$ 59.151,63. A média por animal castrado é de R$ 260,58. Os serviços médicos-veterinários contemplam a recepção do animal; exame clínico e coleta de material para realização de exames laboratoriais quando o profissional julgar necessário; medicação pré-anestésica miorrelaxante, tranquilizante e analgésico; anestesia; cirurgia; medicação pós-cirúrgica; e liberação do animal.

Durante o mês de junho, foi feita a renovação do contrato, permitindo a continuidade do programa por, no mínimo, um ano. Os cães e gatos castrados também estão recebendo um chip, com informações do animal, como nome do proprietário, permitindo a rastreabilidade.

Fonte: Informativo do Vale

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.