Teutônia (RS) realiza Pedágio Solidário

Teutônia (RS) realiza Pedágio Solidário
PARCERIA: evento teve o apoio da PRE, que realizou as solicitações de parada. (Foto: Lucas George Wendt)

O sábado foi um dia de trabalho intenso para cerca de 30 voluntários que, desde as 8h, se concentraram em frente à sede de Polícia Rodoviária Estadual (PRE) de Teutônia, na RSC-453. Simpatizantes da causa animal, Prefeitura, Legislativo, empresas e policiais se mobilizaram para realização de um pedágio solidário. O balanço do trabalho do sábado – os números arrecadados – serão divulgados ao longo desta semana. Prezando pela transparência, as urnas lacradas com os valores arrecadados deverão ser abertas em uma ação conjunta entre as entidades.

Voluntárias: Fabiane França, Maiara Datsch, Adriane Redecker e Jenifer Hollmann chegaram cedo para ajudar.

A ação

O secretário da Agricultura e Meio Ambiente de Teutônia, Gilson Hollmann, avalia a medida que tornou necessária a ação do sábado. “Entraves da legislação tornaram difícil à Prefeitura repassar valores  às entidades assistenciais da causa animal. Começamos a procurar maneiras de captar recursos para ajudar”, diz. As três entidades da cidade – Associação Protetora dos Animais de Teutônia (Apante), Patas Solidárias e  Rede de Proteção Ambiental e Animal (Repraas) – estiveram representadas na ocasião. As duas primeiras cuidam de animais de estimação abandonados, e a Repraas, de animais silvestres. Estes, foram justamente um dos focos do trabalho de sábado – que teve como objetivo, também, conscientizar a população sobre a presença de animais silvestres nas vias. “Precisamos conscientizar o motorista para que ele não veja o animal silvestre nas rodovias como um alvo. E, também, para os maus-tratos de animais domésticos”, diz Hollmann.

Ele comenta sobre o trabalho em paralelo que a gestão municipal tem desenvolvido. Recentemente foi reativado o Conselho Municipal de Defesa dos Animais, entidade que conta com diversas representações com o objetivo de desenvolver trabalhos em prol dos animais e oferecer assistência aos bichos. Ações de conscientização nas escolas devem ser intensificadas no futuro.”Quando você adota um pet, torna ele membro da sua família”, diz. Sobre o trabalho desenvolvido em conjunto com a PRE, ele comemora. “O que estamos fazendo aqui será revertido às ONGs e ao Consepro”, ressalta, “para que seja revertido também, à área da segurança pública.”

Parceria

Para o comandante do Pelotão Rodoviário da Polícia Estadual de Teutônia, Mário José Eckhardt, foi importante poder contribuir, por meio da PRE, com a ação. “A Polícia ainda é vista como punitiva”, diz, “mas também estamos trabalhando com ações de educação e prevenção nas rodovias”. A ação da PRE foi focada na conscientização sobre atropelamento de animais silvestres nas vias. A bióloga Elisabeth Pilz cruzava a região, indo de Bento Gonçalves a Venâncio Aires, no sábado. No carro, junto dela, estavam Lila e Teco, dois dos cães que possui. Elisabeth doou, ao parar na blitz, de forma muito espontânea. “Gostaria de poder ajudar muito mais”, diz. “Falar sobre animais me emociona”.

Por Lucas George Wendt 

Fonte: O Informativo do Vale 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.