Texto que libera rodeio em Taubaté (SP) será arquivado

A Câmara de Taubaté deve arquivar em fevereiro o projeto que prevê a liberação de rodeios no município.

A propositura foi apresentada no dia 1º de dezembro de 2016 pelo então vereador Jeferson Campos (PV), que não foi reeleito.

Segundo o regimento interno do Legislativo, “no início de cada legislatura, o presidente mandará arquivar as proposições apresentadas por ex-vereadores que não tenham sido deliberadas até o final da legislatura anterior”.

Como a Câmara ainda está em recesso parlamentar, o arquivamento deve ser determinado pelo presidente, o vereador Diego Fonseca (PSDB), no início do mês que vem.

Por enquanto, sem essa determinação, o texto ainda aparece no sistema do Legislativo como “em tramitação”.

O arquivamento não impede que outros vereadores apresentem projetos com teor semelhante. Entre os parlamentares reeleitos, há alguns que defendiam a liberação dos rodeios, que estão proibidos na cidade desde 2009.

POLÊMICA/ No projeto, Jeferson diz que o texto visa “resgatar a tradição que vem se perdendo”, e alega que os rodeios “abrem novas perspectivas sociais como resultado do desenvolvimento econômico e cultural da região”.

Em dezembro, a Comissão de Justiça e Redação, na época presidida por um vereador de defende a causa animal — Douglas Carbonne (PCdoB) –, emitiu parecer contrário à propositura, alegando falhas formais e que os rodeios resultam em “maus tratos” aos animais.

Fonte: Gazeta de Taubaté 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.