Tigre é mantido na beira de estrada como atração nos Estados Unidos

Tigre é mantido na beira de estrada como atração nos Estados Unidos

US tigre trucksparkawayfrom-exhibit

Há anos, um tigre passa seus dias em uma jaula, à beira da estrada, em Grosse Tete, Louisiana, Estados Unidos. Ele é a principal atração do Tiger Truck Shop, um posto e café temáticos. Mestiço de Siberiano e Tigre-de-bengala, ambas espécies ameaçadas de extinção, Tony vive no meio de uma grande polêmica.

Ativistas pelos direitos dos animais dizem que o tigre é explorado como atração viva na beira de uma estrada. Dizem que está constantemente rodeado por fumaça, barulho e luzes. Acusam o estabelecimento de tratar tigres como objetos desde 1988. O proprietário Michael Sandlin, segundo eles, acumula uma lista longa de violações da Lei de Bem Estar Animal que vão desde o manuseio incorreto de tigres até a falha em prover cuidado veterinário e práticas de alimentação insalubre.

Segundo a Tiger Truck Store, as acusações de maus tratos são mentirosas. A loja se apoia em uma lei de 2006, que afirma que donos privados de animais exóticos podem manter seus animais, desde que cumpram a legislação federal e estadual correspondente. Além disso, o dono, Michael Sandlin, diz que está com o felino há 14 anos.

Até o dia 20, havia uma esperança de que o animal fosse movido para um santuário. A questão dependia do veto do governador a um projeto de lei. No entanto, no dia 20 de junho, a lei denominada “SB 250″ foi aprovada, abrindo uma isenção específica para “certas pessoas” que tutelavam tigres antes de 2006.

Assista ao vídeo (em inglês):

Fonte: Globo Rural

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.