Tortura gato bebé em forno a 300 graus

Tortura gato bebé em forno a 300 graus
Kirill Beryozin surge a torturar o seu gato de estimação no forno.

Um jovem siberiano de 18 anos divulgou no Snapchat um vídeo em que surge com pelo menos mais dois amigos a torturar um gato bebé, atirando o animal para dentro de um forno aquecido a 300 graus.

As imagens chocantes, que depressa geraram grande contestação nas redes sociais, foram captadas durante uma festa em Krasnoyarsk, na Sibéria, Rússia. No vídeo, o gatinho preto está dentro do forno escaldante. É retirado por Kirill Beryozin, enquanto os amigos filmam e riem, e o jovem acaba por voltar a atirar o animal para dentro do forno e fecha a porta.

“A 300 graus e ainda mexe! Faz outra vez”, ouve-se um amigo do jovem siberiano dizer. “O que lhe vai acontecer? Parece que lhe partiste a coluna, atiraste-o com muita força”, ouve-se dizer uma terceira pessoa não identificada.

A conta de Kirill Beryozin foi suspensa depois da divulgação das imagens e a polícia russa já está a investigar o caso. “Um vídeo publicado na Internet mostra jovens da região de Krasnoyarsk a torturar um gato durante uma festa em casa. O animal é posto num forno quente. As circunstâncias deste incidente estão a ser investigadas. Mediante o que se apurar, vamos tomar uma ação”, afirma um porta-voz do Comité de Investigação russo.

Kirill Beryozin é estudante de tecnologias de informação e tinha por hábito publicar fotografias com o gato bebé, que era o seu animal de estimação, nas redes sociais.

Fonte: CM / mantida a grafia lusitana original

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.