Treinadora é acusada de crueldade animal por sentar nas costas de golfinho

Treinadora é acusada de crueldade animal por sentar nas costas de golfinho

Uma treinadora do Dubai Dolphinarium, uma atração turística popular que oferece shows de golfinhos e focas diariamente, está sendo investigada por abuso de animais depois que um vídeo se tornou viral.

As imagens mostram a mulher sentada nas costas de um golfinho por cerca de seis segundos antes de mergulhar em uma piscina.

De acordo com o The Sun, especialistas marinhos criticaram a ação dizendo que ela poderia facilmente ter danificado os órgãos do golfinho, já que ele não pode sustentar seu próprio peso corporal fora da água e adicionar o peso de um ser humano também pode causar sérios danos internos.

Um porta-voz do Dolphinarium disse apenas que uma investigação estava em andamento para apurar o caso: “A gerência está investigando o vídeo. Não podemos falar sobre isso enquanto a investigação está em andamento”.

Elsayed Mohammad, diretor do Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal, disse ao Gulf News:

“O corpo dos golfinhos é muito sensível e não é adaptável a nenhuma pressão fora da água. Pressionar o abdômen do golfinho no chão pode facilmente prejudicar seus órgãos internos. Se você perfurar o abdome de uma pessoa, pode imaginar como é doloroso. Independentemente de estar alguns segundos ou não, está errado. É crueldade contra animais”, explicou.

Os ativistas identificaram os dois treinadores responsáveis pelo vídeo, que excluíram suas contas nas redes sociais após a repercussão negativa.

Fonte: Metro Jornal

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.