Três carretas com 154 jegues destinados à indústria farmacêutica são apreendidas na BA

Três carretas com 154 jegues destinados à indústria farmacêutica são apreendidas na BA
Pele dos animais seria comercializada com indústria farmacêutica da China, diz Adab (Foto: ADAB)

Três carretas com 154 jegues foram apreendidas, na sexta-feira (4), na BR-235, perto de Casa Nova, região norte da Bahia.

As carretas saíram da cidade de Remanso e segundo a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), os animais estavam sendo levados para Minas Gerais, onde seriam abatidos e a pele vendida para a indústria farmacêutica da China.

A Adab disse ainda que os jegues estavam sendo sequestrados de fazendas da região e vendidos a atravessadores por cerca de R$ 10 R$ 20 cada animal.

Os três motoristas das carretas foram multados em mais de R$ 8 mil. Os animais vão ser soltos em uma fazenda em Remanso.

Três carretas com jegues foram apreendidas na BR-235 (Foto: ADAB)
Três carretas com jegues foram apreendidas na BR-235 (Foto: ADAB)
Animais serão soltos em fazenda de Remanso, na Bahia (Foto: ADAB)
Animais serão soltos em fazenda de Remanso, na Bahia (Foto: ADAB)

Nota do Olhar Animal: A notícia não detalha, mas dá a entender que os animais foram resgatados não por abusos e maus-tratos cometidos contra eles, não porque seriam mortos e teriam suas peles arrancadas. Foram resgatados apenas por terem sido sequestrados. Não fosse isso, possivelmente estariam à caminho da China, pois a questão é, na realidade, quem fica com o dinheiro resultante da exploração dos jegues.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.