Três jacarés são encontrados em uma semana no Lago Sul, em Brasília, DF

Três jacarés são encontrados em uma semana no Lago Sul, em Brasília, DF
Fotos: PMDF/Divulgação

Já imaginou caminhar pelo quintal de casa e se deparar com um jacaré? Foi o que aconteceu neste domingo (4/12) com Elizabeth Santos, moradora de uma chácara na QI 5 do Lago Sul. “Fui buscar a correspondência e o vi numa poça d’água, no caminho para o portão. Levei um susto”, contou.

Elizabeth disse que ficou com medo porque os cachorros estavam muito perto animal, mas não notaram a presença dele. “Chamei o meu cunhado, Cláudio, que colocou um tecido sobre os olhos dele e o colocou numa caixa de papelão. Depois, ligamos para a polícia”, explicou.

O filhote de jacaré foi resgatado por policiais do Batalhão de Polícia Militar Ambiental, por volta das 11h. Os policiais fizeram o resgate do réptil e perceberam que ele apresentava um corte na cauda. O animal foi encaminhado para o Zoológico para as providências cabíveis.

df_lago_sul_tres_jacares_encontrados_uma_semana_5

O filhote da espécie jacaretinga, de aproximadamente 60cm, tem em torno de oito meses. O animal estava a 2 km das margens do Lago Paranoá. De acordo com veterinários do Zoológico, possivelmente, deve haver ninhos nas proximidades do local onde foi capturado.

Outro filhote encontrado na frente da mesma residência, há três dias
Outro filhote encontrado na frente da mesma residência, há três dias

A tese dos profissionais do Zoo procede. O cunhado de Elizabeth, Cláudio Santos, encontrou um outro filhote, um pouco maior, na última quinta-feira (1/12), em frente à casa dela. Ela afirmou que solicitou, sem sucesso, a busca da Polícia Ambiental. “Como ninguém veio buscar, meu cunhado soltou ele no lago Paranoá”, disse.

Um terceiro filhote de jacaré foi encontrado na Escola Classe Dom Orione, na QI 15 do Lago Sul no último dia 28 (segunda-feira). Ou seja, em uma semana, três jacarés foram encontrados na região em menos de uma semana.

df_lago_sul_tres_jacares_encontrados_uma_semana_3

Por Paloma Santos (com informações da PMDF)

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.