Tribunal argentino deve decidir destino de orangotango ‘triste’ de zoo

Tribunal argentino deve decidir destino de orangotango ‘triste’ de zoo

Fêmea chamada Sandra vive em zoológico de Buenos Aires. Em 2014, foi reconhecida como sujeito não humano com direito a liberdade.

ARGENTINA ORANGOTANGO SANDRA

Um tribunal argentino deve decidir, ainda este mês, se coloca em liberdade um orangotango fêmea que vive em um zoológico de Buenos Aires.

Sandra, como é chamada, conseguiu uma decisão inédita da Justiça da Argentina em dezembro do ano passado. Ela recebeu um habeas corpus e foi reconhecida como um “sujeito não humano”.

A requisição foi feita em novembro passado pela Associação de Funcionários e Advogados dos Direitos dos Animais (Afada) da Argentina e a Justiça acabou por considerar que o caso se trata de “confinamento injustificado de um animal com provada capacidade cognitiva”.

O grupo que pediu a liberdade de Sandra alega que o animal “tem sentimentos” e que deve ter o direito de viver em liberdade em uma reserva ambiental no Brasil. Na imprensa argentina, Sandra é conhecida como o “orangotango triste”.

Segundo o jornal “La Nacion”, o animal tem 29 anos e vive em Buenos Aires desde 1994.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.