Tribunal chinês sentencia homens por tráfico de produtos de animais selvagens

Por Xinhua

Um tribunal de Beijing sentenciou na terça-feira oito homens à prisão por adquirir e transportar produtos ilegais, incluindo marfim e ossos de tigre e leão. A condenação acontece num momento em que a China intensifica uma campanha contra o tráfico de animais em perigo de extinção.

As sentenças vão de seis a 12 anos e meio de prisão, de acordo com um comunicado do Tribunal Popular do Distrito de Xicheng.

O caso envolveu seis marfins e 38 pacotes de produtos feitos de ossos de tigre e leão no valor superior a 4,2 milhões de yuans (US$ 677 mil), acrescenta o comunicado. Os produtos foram contrabandeados do sudeste da Ásia e circularam por diversas províncias chinesas.

Na China, os produtos de marfim são raros e têm um enorme valor. Acredita-se que os produtos de ossos de tigre e leão têm benefícios medicinais.

O tribunal tratou 70 casos criminais que envolvem animais selvagens e produtos relacionados desde maio de 2008.

Fonte: CRI

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.