Trinta e seis baleias morrem ao ficarem encalhadas na Nova Zelândia

Trinta e seis baleias morrem ao ficarem encalhadas na Nova Zelândia

Outros 22 animais conseguiram voltar para o mar com ajuda de voluntários.

NOVAZELANDIA 1907879

Trinta e seis baleias-piloto morreram ao ficarem encalhadas juntas em uma praia na baía de Plenty, na Nova Zelândia. Outros 22 animais conseguiram voltar para o mar com a ajuda de voluntários e biólogos.

As razões para que os cetáceos encalhassem todos de uma vez ainda são desconhecidas pelos especialistas. No entanto, as baleias-piloto têm um comportamento particularmente propenso a isso. A maior operação de resgate já feita envolveu cerca de mil baleias nas Ilhas Chatham, em 1918.

Na ação desta semana, voluntários e biólogos do Projeto Jonah conseguiram trazer de volta ao mar 22 animais. A operação utilizou boias de flutuação e baldes para manter as baleias devidamente molhadas. Infelizmente, outros 25 morreram ainda na praia. Já 11 baleias tiveram de ser sacrificadas por conta das condições do encalhe.

Cientistas acreditam que as baleias se encalham intencionalmente porque elas teriam alguma doença e nadariam até as areias para tirar a própria vida. No entanto, existem inúmeras teorias em torno de encalhe em massa, incluindo o seu comportamento altamente sociável. Uma teoria delas é que, quando uma baleia fica encalhada, os outros membros do grupo tentam salvar sua vida e acabam ficando encalhados também.

As baleias-piloto são o maior membro da família dos golfinhos. O seu nome vem do fato de que os que cada grupo segue um “piloto” no grupo.

Fonte: Paulínia News

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.