Turistas apavoram leões-marinhos para tirar fotos

Turistas apavoram leões-marinhos para tirar fotos
Foto: Andrea Else Hahn/Facebook

Pronto, aconteceu de novo. Nossa obsessão por fotografar a nós mesmos junto com animais culminou com a total falta de respeito por outro ser vivo. Recentemente, dois leões marinhos na baía de La Jolla, São Diego, estavam aninhados sobre uma rocha, quando um grupo de turistas achou que seria uma boa ideia tirar fotos dos animais marinhos. E como era de se esperar, o vídeo postado nas redes sociais está causando revolta por parte de amantes de animais em todo o mundo. Nas imagens, podemos ver pessoas cutucando e tentando acariciar os animais selvagens.

Como se pode ver na foto abaixo, um pai é visto segurando seu bebê perigosamente perto dos leões marinhos, um pouco antes do animal quase morder o pé da criança.

Quando as pessoas vão aprender? Carly Padilla, Educadora Comunitária do Project Wildlife da Sociedade Humanitária de São Diego, apontou que, se um leão marinho chegar a morder, ele frequentemente não se solta e pode causar danos enormes à pele e aos tecidos. Leões marinhos podem pesar de 45 a 450 kg e possuem dentes fortes e afiados.

Foto: Andrea Else Hahn/Facebook
Foto: Andrea Else Hahn/Facebook

Apesar de haver um aviso na entrada da baía de La Jolla, que claramente afirma “Não chegue perto das focas/ leões marinhos, eles podem morder e atacar”, pessoas ainda assim seguiram em direção aos animais. Uma foto vale tanto a pena assim?

Foto: Andrea Else Hahn/Facebook
Foto: Andrea Else Hahn/Facebook

Além de ser arriscado para seres humanos aproximar-se de leões marinhos, é perigoso para esses animais também. Chegar perto deles pode causar ansiedade, o que resulta em mães diminuindo a produção de leite ou, pior, abandonando seus filhotes. Isso não é aceitável!

Foto: Andrea Else Hahn/Facebook
Foto: Andrea Else Hahn/Facebook

Carly Padilla afirmou que, “animais selvagens nos veem como predadores grandes e intimidantes, e o que você faz quando há predadores à sua volta é tentar proteger-se”. Podemos imaginar como foi assustador para os leões marinhos ter humanos invadindo sua casa!

Foto: Andrea Else Hahn/Facebook
Foto: Andrea Else Hahn/Facebook

Fazer selfies com animais lamentavelmente se tornou uma tendência nos dias de hoje, com pessoas tratando os animais como meros adereços. Infelizmente, a popularidade das selfies com animais tem causado a muitos experimentar danos físicos e estresse. Em um caso recente, turistas encontraram um golfinho encalhado à beira da morte e, em vez de ajudar o animal que estava sofrendo, tiraram selfies com ele. Em outro incidente, uma mulher matou um cisne depois de puxar a ave para fora da água para um clique rápido. Na Costa Rica, centenas de turistas impediram tartarugas marinhas ameaçadas de extinção de colocarem seus ovos, pois estavam fazendo selfies. Isso precisa acabar.

Todos nós podemos fazer a nossa parte sendo mais conscientes sobre como nossas escolhas impactam o mundo ao nosso redor. Selfies são divertidas de se fazer, mas, por favor, deixe a vida selvagem fora do seu foco.

Por Michelle Neff / Tradução de Paula Saldanha

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.