Tutor é suspeito de espancar cadelas e quebrar a pata de uma delas

Tutor é suspeito de espancar cadelas e quebrar a pata de uma delas

Denunciado por vizinhos, frentista foi autuado em flagrante por maus-tratos. Animais foram atendidos em clínica veterinária de Rio Verde, GO.

Um frentista de 46 anos é suspeito de maltratar suas duas cachorras, em Rio Verde, no sudoeste goiano. De acordo com a polícia, uma delas chegou a ter pata quebrada ao ser espancada.

O flagrante ocorreu no domingo (14), após vizinhos denunciaram o suspeito para uma Organização Não Governamental (ONG) de proteção aos animais. Um dos integrantes do movimento, o auxiliar contábil Werner Rocha foi ao local, confirmou a situação a acionou a polícia, no mesmo dia.

Ao flagrar a situação, os policiais encaminharam o frentista à delegacia. Ele foi autuado pelo crime de maus-tratos e, em seguida, liberado.

“Nós imaginamos que a legislação deve endurecer nesse sentido, uma vez que é um crime grave que deve ter uma reprimenda mais acentuada, mas, atualmente, a nossa legislação tem como pena a esse crime praticado até um ano de reclusão”, disse o delegado responsável pelo caso, Danilo Fabiano Carvalho Oliveira.

As cadelas foram levadas a uma clínica veterinária. Para o veterinário responsável pelo atendimento, Alberto Guerra de Morais, não há dúvida de que elas eram maltratadas. “Você nota isso quando o animal fica muito apegado até com pessoas estranhas, porque realmente estava tendo maus-tratos”, disse. Ele não soube precisar a idade delas.

Por enquanto, as cadelas não vão voltar para o tutor. Elas estão à disposição da Justiça e podem ser encaminhadas para adoção.

GO rio verde olhar animal

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.