Espanha tutor cavalo morrer

Tutor que deixou cavalo morrer perde seus outros animais

A Prodean e o Seprona, após deliberação judicial, iniciaram o transporte de dois equinos e várias cabras, galinhas, veados e cães.

Por R. Máiquez / Tradução de Marcelo Joazeiro

A Prodean (Fundación para la Promoción del Desarrollo Cultural y Social de Andalucia), em colaboração com o Seprona (Servicio de Protección de la Naturaleza) retirou todos os animais da propriedade na qual, em janeiro de 2016, a protetora resgatara um cavalo muito doente e que acabou morrendo. A Prodean apresentou três denúncias contra o proprietário por maus-tratos a animais. A juíza da Primeira Instância de La Línea, arredores de Sevilha, Espanha, decretou a retirada dos animais desta propriedade e a demolição das instalações que serviam de estábulo, formado por cercas e colchonetes.

Espanha tutor cavalo morrer2

Cerca de doze voluntários resgataram dois cavalos, que foram levados a um local próximo, quatro veados, três cabras, três galinhas e um cão. A juíza ordenou também a retirada de doze cabras, mas o dono dos animais alegou que nove delas tinham sido roubadas.

A tarefa não foi fácil, já que um dos cavalos se recusava a entrar no reboque. O aspecto dos animais não era tão ruim quanto a do equino resgatado em janeiro e que acabou morrendo, mas as cabras estavam cheias de pulgas e as galinhas estavam bem fracas, doentes e com feridas.

Espanha tutor cavalo morrer3Fonte: Europa Sur

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.