Tutora que colocou piercing em cadela e divulgou em rede social é indiciada por maus-tratos no AP

Tutora que colocou piercing em cadela e divulgou em rede social é indiciada por maus-tratos no AP
Tutora é indiciada por maus-tratos após colocar piercing na orelha de cadela. Foto: Reprodução/Internet

A tutora de uma cadela foi indiciada por maus-tratos pela Polícia Civil do Amapá. A mulher colocou um piercing na orelha do animal, no estúdio em que trabalhava no município de Santana, na Região Metropolitana de Macapá, e publicou foto após a aplicação em uma rede social.

A indiciada não teve a identidade divulgada. O vice-presidente de uma Organização Não-Governamental (ONG) viu a publicação e denunciou o caso à polícia, através do registro de um boletim de ocorrência contra a mulher em março.

Conforme a Delegacia de Meio Ambiente (Dema), a mulher foi interrogada por meio de videoconferência em função da pandemia da Covid-19 e assumiu ter aplicado o piercing. Ela detalhou que utilizou um cateter fino e pomada anestésica antes da aplicação.

Mesmo alegando o uso de métodos para impedir que o animal sofresse dor durante o processo, a polícia considerou a prática como maus-tratos e realizou o indiciamento na terça-feira (27).

Delegada titular da Dema, Lívia Pontes. Foto: Caio Coutinho/Arquivo G1
Delegada titular da Dema, Lívia Pontes. Foto: Caio Coutinho/Arquivo G1

Segundo a delegada Lívia Pontes, titular da Dema, a atitude tem características de procedimento invasivo e não possui os cuidados recomendados pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV).

Por esse motivo, a investigada foi indiciada e o inquérito foi encaminhado para o Ministério Público do Amapá (MP-AP).

Por Núbia Pacheco, G1 AP

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.