Uganda elogia política chinesa de proibição do comércio de marfim

O responsável pelo Departamento de Proteção de Animais Silvestres de Uganda, Edward Aasolo, elogiou recentemente as políticas chinesas de proibição do comércio de marfim.

Edward disse que a caça ilegal sempre afingiu o país africano, habitat natural dos elefantes. Nos últimos anos, o governo adotou medidas para protegê-los e vem obtendo resultados.

O Conselho de Estado da China informou que suspenderá as atividades de processamento de produtos oriundos de marfim até 31 de dezembro deste ano. Edward disse ainda que as medidas chinesas tenderão a mudar o mercado já que sem compradores os caçadores terão de suspender suas atividades.

Tradução de Li Jing / Revisão de Tatiana Molina

Fonte: CRI Online 

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.