Um ritual com quinze cabeças decepadas de galinhas, galos e pombos termina em tribunal na Espanha

Um ritual com quinze cabeças decepadas de galinhas, galos e pombos termina em tribunal na Espanha
Tribunal Criminal de Oviedo / Google Maps

O Tribunal Criminal nº 1 de Oviedo realizou em 25 de novembro a audiência de alegações contra uma mulher acusada de decepar a cabeça de quinze galinhas, galos e pombos para a realização de um ritual no município de Salas, e para o qual o Ministério Público pede uma pena de prisão de um ano e meio por um crime de maus-tratos de animais.

Segundo o Ministério Público, na sua acusação provisória a acusada de 46 anos realizou um ritual em janeiro de 2019 no qual cortou cabeças de quinze galinhas, galos e pombos. Ela então os colocou, cobertos com roupas brancas, junto com frutas, peixes, arroz, roupas íntimas e algumas moedas, no sopé das árvores na área do Viso, em Salas.

O Ministério Público considera que os fatos constituem crime continuado de maus-tratos de animais e solicita que a acusada seja condenada a 18 meses de prisão e quatro anos de inabilitação para o exercício da profissão ou comércio que tenha a ver com animais, bem como para a posse de animais, informa a agência de notícias EFE.

Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: La Voz de Asturias

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.