Uma mulher afogou seu cachorro porque ele latia muito

Uma mulher afogou seu cachorro porque ele latia muito
Foto: GAIL JOHNSON / SHUTTERSTOCK

Cachorros latem, assim como humanos falam. Isto é muito simples. Isto é como eles se comunicam e expressam sentimentos. Se eles acreditam que estão guardando sua casa, mesmo se têm apenas 7 quilos, eles irão latir. Se veem que você pegou a bola para jogar, eles latem. Se estão com fome e não foram alimentados ainda, eles podem latir. Isto é completamente natural. No entanto, algumas pessoas são tão cruéis e egoístas que acham que os latidos dos cães não são nada mais do que aborrecimento. Existem cachorros que podem latir muito devido a pouco exercício, mas existem métodos humanos para lidar com isso. Cabe ao ser humano colocar mais esforço em exercitá-los e ensiná-los quando latir e quando não.

Algumas pessoas utilizarão um processo cruel de silenciar os cães, o que acontece quando cortam suas cordas vocais. Recentemente, uma mulher decidiu ir mais adiante e fazer algo ainda pior do que já era o processo cruel de silenciamento. Quando seu cachorro estava latindo muito, decidiu afogá-lo e matá-lo.

Conforme disse um empregado da manutenção que fazia reparos na casa da mulher, ele a viu levar o Labrador para fora do canil e levá-lo para o banheiro. Ele disse que ela fechou a porta, e ele ouviu gritos vindos do banheiro. Ele perguntou se ela estava bem e se precisava de ajuda, mas ela disse não e ele ouviu mais gritos. Ele então abriu a porta e encontrou o cachorro flutuando na banheira.

A mulher foi presa e, de acordo com os policiais, ela teve um ano muito difícil em que perdeu o marido e o pai. Porém, é importante lembrar que o que ela fez não é aceitável, mas pode haver problemas mentais por trás do que aconteceu e que a fizeram agir do modo que agiu.

Ela foi presa e disse à polícia que estava frustrada porque o cachorro latia demais e a teria mordido. Ela foi avaliada no Manatee Memorial Hospital e depois presa. Ela foi acusada de crueldade animal agravada, que é um crime de terceiro grau.

Com sorte, o sistema de justiça fez o seu trabalho e ela foi punida de acordo. Se ela necessita de ajuda médica para sua saúde mental, esperamos que ela receba isso e perceba que o que ela fez foi cruel.

Por Sharon Vega / Tradução de Fátima C G Maciel 

Fonte: One Green Planet

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.