United se desculpa após cachorro morrer durante voo

United se desculpa após cachorro morrer durante voo
AVIÕES DA COMPANHIA AÉREA UNITED AIRLINES SÃO VISTOS NO AEROPORTO DE NOVA YORK. EMPRESA ASSUMIU RESPONSABILIDADE PELO CASO (FOTO: JOHN HUGHES/BLOOMBERG VIA GETTY IMAGES)

Um buldogue francês morreu durante um voo de Houston para Nova York, nos Estados Unidos, na última segunda-feira (12) após o comissário ter colocado o cachorro no compartimento de malas de mão.

“Nós assumimos a responsabilidade total por essa tragédia e expressamos nossas condolências à família e estamos empenhados em apoiá-los”, disse a companhia aérea United Airlines em nota.

Algumas testemunhas disseram que a mulher embarcou com duas crianças e um cãozinho, mas foi pressionada por um comissário de bordo a colocar seu animal no armazenamento aéreo para bagagens de mão durante o voo de três horas e meia.

No final do voo, o cachorro não resistiu e faleceu. A falta de oxigênio pode ter ocasionado a morte do animal. A passageira Maggie Gremminger, que estava atrás da dona do cachorro, relatou o ocorrido ao One Mile at a Time, site de viagens. “Eu testemunhei que um comissário de bordo instruía uma mulher a colocar seu cachorro no bagageiro”, disse.

Depois do ocorrido, o funcionário afirmou que não sabia que o cachorro estava dentro. A United Airlines abriu uma investigação sobre o caso para evitar que isso aconteça novamente. Segundo a companhia, os animais não podem viajar fechados no “armário”, precisam estar em “bolsas” apropriadas para o transporte.

“Este foi um acidente trágico que nunca deveria ter acontecido”, afirmou a United. Esta não é a primeira vez que acontece a morte de um animal em voo da United Airlines. Recentemente, a empresa foi processada pelos tutores de um coelho que também faleceu na aeronave.

Em 2017, a companhia teve o maior número de mortes de animais do que qualquer companhia dos EUA, de acordo com um relatório do Departamento de Transportes (DOT). Ao todo, foram 18 animais mortos e 13 feridos.

Fonte: Época Negócios


Nota do Olhar Animal: A United vem se notabilizando por problemas envolvendo passageiros humanos e não humanos. Num dos casos mais rumorosos, um passageiro foi agredido e retirado à força de uma aeronave para que funcionários da própria United pudessem embarcar no voo.

LEIA MAIS

Cão morreu em voo dentro do compartimento de bagagem

A morte de um coelho gigante em um voo abre outra crise na United Airlines

United embarca cachorro e tutor em voos separados

Um cão morreu e outro foi parar ao Japão por engano em voos da United

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.