Urso jovem morto na Califórnia pode ter sido mutilado pelas partes de seu corpo

Urso jovem morto na Califórnia pode ter sido mutilado pelas partes de seu corpo

O jovem urso negro foi mutilado na beira de uma estrada na Califórnia, nos EUA, possivelmente por suas patas e pela vesícula biliar, os quais podem ser vendidos por milhares de dólares.

Por Nicky Woolf / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Um jovem urso morto por um veículo na semana passada em uma estrada na Califórnia, nos EUA, foi encontrado pelos funcionários da manutenção da rodovia tendo sido mutilado, possivelmente para que suas partes pudessem ser vendidas no mercado negro, de acordo com os oficiais.

O urso tinha ferimentos consistentes com atropelamento nas primeiras horas da manhã do último dia 2, não tinha ferimento de tiro e nem foi envenenado, de acordo com Andrew Hughan, um porta-voz do Departamento de Pesca e Vida Selvagem da Califórnia, que disse que o urso negro, a única espécie na Califórnia, era um jovem de dois anos e 70 kg – “algo como um adolescente”.

Entretanto, Hughan disse que quando o guarda-florestal chegou à cena para retirar a carcaça, ele descobriu que “as patas tinham sido cortadas e a vesícula biliar tinha sido removida, o que é muito desanimador”.

As vesículas biliares dos ursos particularmente podem ser vendidas por milhares de dólares no mercado negro, Hughan disse, já que muitos “na comunidade asiática” pensam que a vesícula possui poderes médicos e afrodisíacos, enquanto que as patas são cozidas e comidas.

Na Ásia Oriental, os ursos são frequentemente mantidos em cativeiro e criados pelas suas vesículas biliares e pela bile dentro destas, muitas vezes em  condições deploráveis.  Estima-se que cerca de 12.000 ursos são criados dessa forma ao redor dessa região, apesar de não haver quaisquer efeitos medicinais reconhecidos para a bile.

Sabe-se que o comércio também acontece nos EUA. Quando a ONG de direitos dos animais Wild Aid enviou ativistas para lojas que vendem remédios em Chinatown, São Francisco, rapidamente ofereceram a eles bile de urso dentro de caixas de veludo, de acordo com uma reportagem feita pelo San Francisco Chronicle em 2005.

“É um crime de oportunidade”, Hughan disse, acrescentando que ele acredita que os autores foram motivados por “dinheiro e ganância”. Hughan também disse que, apesar de ser usual que animais sejam mortos em rodovias, a caça de ursos, infelizmente, é “relativamente comum”, com dezenas de ursos mortos somente no ano passado.

O crime está sendo investigado pela divisão de aplicação da lei do departamento de pesca e vida selvagem.

Fonte: The Guardian

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.