Ursos se ‘aposentam’ de circo após sete anos de luta de entidade pela liberdade dos animais

Ursos se ‘aposentam’ de circo após sete anos de luta de entidade pela liberdade dos animais
Urso em circo no Vietnã Foto: Divulgação/Animals Asia

Um circo de Hanói (Vietnã) finalmente cedeu e decidiu pôr fim a um número com quatro ursos que eram algumas das principais atrações do local. A entidade Animals Asia vinha pedindo o fim da exploração dos animais desde 2014.

Agora “aposentados”, os ursos foram entregues à organização de defesa dos animais. Eles passarão por reeducação alimentar antes de serem soltos em um santuário de preservação da espécie.

A liberação voluntária dos ursos é considerada um reflexo da mudança de atitudes no Vietnã. Em 2017, a Animals Asia divulgou um relatório sobre o impacto de atos de circo em animais vivos e, em resposta, o Ministério da Cultura do Vietnã incentivou circos a eliminar o uso de animais, contou o site “Unilad”.

Urso joga basquete em circo no Vietnã Foto: Divulgação/Animals Asia
Urso joga basquete em circo no Vietnã Foto: Divulgação/Animals Asia

“Pela primeira vez em anos, esses quatro lindos ursos terão acesso a espaços amplos e abertos e sentirão a grama viçosa e fresca sob suas patas. Eles terão a liberdade de decidir o que fazer e quando. Eles serão capazes de expressar comportamentos naturais como escalar, procurar comida, cavar na terra e brincar com seus novos amigos. Nunca mais serão forçados a usar focinheira ou fazer truques para divertir pessoas”, disse Heidi Quine, diretora do santuário.

Tuan Bendixsen, diretor da Animals Asia no Vietnã, celebrou a vitória e destacou:

“As atitudes no Vietnã estão mudando. As escolas estão começando a se recusar a assistir a espetáculos em circos que usam animais selvagens e mais de 32.000 vietnamitas assinaram nossa petição para acabar com o uso de animais selvagens para entretenimento. Este é um resultado direto de nossa abordagem tenaz, mas colaborativa, para trabalhar com autoridades e comunidades. Como vimos várias vezes, a única cura para tantas coisas que queremos mudar no mundo é a gentileza.”

Por Fernando Moreira

Fonte: Extra

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.